Torres Vedras

Presidente

Laura Maria Jesus Rodrigues

Tem 63 anos, é natural de Torres Vedras e reside em Santa Cruz.

Mestre em Proteção Integrada e licenciada em Engenharia Agronómica pelo Instituto Superior de Agronomia, dedicou 26 anos da sua vida profissional ao ensino, para o que se qualificou, nomeadamente, em Ciências da Educação e em Administração Escolar. Lecionou em escolas públicas, no Externato de Penafirme e na Escola Profissional Agrícola Fernando Barros Leal. 

Exerceu o cargo de Diretora Pedagógica da Escola Profissional Agrícola Fernando Barros Leal durante cerca de 13 anos.

Foi membro da Assembleia Municipal pelo Partido Socialista no mandato 2005-2009.

Integra o Executivo Municipal desde 2009, inicialmente com os pelouros de Educação e Atividade Física. Em outubro de 2017 assumiu, também, a área Financeira e a de Contratação Pública. Em dezembro de 2015 passou a assumir a vice-presidência da Câmara Municipal de Torres Vedras e a ser vogal do Conselho de Administração dos SMAS.

Torres vedras: cidade educadora, cidade para todos

17.11.2023

O último trimestre do ano é habitualmente marcado pelo regresso às aulas e recomeço de rotinas após o período de férias. Em Torres Vedras, o início do ano escolar trouxe consigo alterações no fornecimento das refeições escolares, que passaram a ser confecionadas exclusivamente pelo Município ou instituições sedeadas nas várias freguesias e essencialmente com produtos locais. O serviço de distribuição destas refeições, que se faz em todas as escolas do Concelho, é também feito de modo mais sustentável com a utilização de dois veículos elétricos e apenas um a gasóleo.

A nível de equipamentos, estamos a fazer o projeto de remodelação da escola 2/3 de Campelos e já iniciámos a construção da escola básica da Silveira. Inaugurámos a Escola Básica do Ramalhal e a requalificação da Escola Básica de Freiria, ambas com espaços exteriores que se assumem como extensões dos edifícios e que convidam à exploração e descoberta por parte dos alunos.

Esta liberdade para brincar e conhecer através da experiência física do espaço, materiais e socialização é algo que continuamos a promover em Torres Vedras, quer em colaboração com os agrupamentos de escolas na realização de atividades de enriquecimento curricular, quer através de programas como “O rei manda… brincar”, aberto ao público infantil, todas as sextas-feiras em Torres Vedras.

Brincar é uma ferramenta reconhecida de aprendizagem e crescimento e algo em que as cidades educativas continuam a apostar, através do planeamento pensado da sua vivência e construção futura. Esta e outras temáticas vão ser discutidas no IX Congresso Nacional da Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras, a realizar em Torres Vedras de 8 a 11 de novembro e que tem como tema "Cidades educadoras, cidades das crianças, cidades para todos!". 

À luz deste compromisso, de continuar a fazer de Torres Vedras um território que promova o encontro dos cidadãos à volta dos seus espaços, realizam-se mais uma vez as Festas da Cidade. Do seu programa fazem parte concertos, exposições, provas de produtos locais, eventos desportivos e, claro, as tasquinhas.

Ao longo de duas semanas, os Acordeões do Mundo animam locais emblemáticos por todas as freguesias e o Festival das Vindimas celebra a tradição vitivinícola no Concelho, terminando com a final e coroação da Rainha das Vindimas de Torres Vedras.

Os últimos meses convidam-nos também a olhar para todo o ano e não podemos deixar de pensar nas medidas que tomámos para continuar a apoiar os torrienses. A redução da taxa variável de IRS para todos os habitantes e a continuidade da redução do IMI atendendo ao número de dependentes fez com que as famílias pudessem aumentar o seu rendimento disponível em 2023.

Em janeiro deste ano referi que os torrienses e as suas reais necessidades continuariam a ser o foco de atuação do Executivo Municipal. Assim foi e assim também desejo terminar o ano: reiterando este compromisso que temos para com todos os torrienses.

 

voltar ao topo ↑