Torres Vedras

Rede de Percursos Pedonais de Torres Vedras

28.06.2018

PAMUS.02 – Rede de Percursos Pedonais de Torres Vedras

Candidatura em apreciação pela Autoridade de Gestão

Esta operação integra o Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável - PAMUS.


No âmbito do Plano de Ação de Mobilidade Urbana Sustentável (PAMUS) e do PEDU (Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano) vai ser implementada em Torres Vedras uma rede de percursos pedonais.

Esta rede desenvolver-se-á ao longo de quatro percursos pedonais prioritários, tendo como corpo central a Rua Maria Barreto Bastos e a Rua Villenave d’Ornon. Proporcionará ainda ligação à Escola de São Gonçalo (pela Rua Creche do Povo e Rua do Clube de Ténis de Torres Vedras), ao Terminal Rodoviário (pela Rua Raimundo Porta) e à Escola Secundária Henriques Nogueira (pela Rua Brigadeiro Neves Costa, Rua Santos Bernardes, Rua Luis Brandão, Praceta Dr. Vilela e Rua José da Silva Anacleto).

 

Na conceção e desenho dos percursos pedonais teve-se como premissas fundamentais as condições de acessibilidade, comodidade, conforto e segurança de forma a criar uma maior atratividade na sua utilização. Com este objetivo os percursos pedonais serão integrados nos atuais passeios e zonas de circulação, funcionando em canal dedicado com pavimento confortável e antiderrapante e contrastante com os pavimentos confinantes.

Esta medida será acompanhada, sempre que necessário, com a colocação à cota da rasante da faixa de rodagem das passagens de peões que passarão ainda a ter os seus limites assinalados por sinalização tátil. A materialização do pavimento confortável é complementada com a eliminação das barreiras arquitetónicas existentes ao longo destes percursos pedonais, designadamente degraus ou rampas com declives excessivos.

Estes percursos incluem também passagens pelas bikestations da rede Agostinhas, de forma a promover a intermodalidade entre modos de deslocação suaves.  

Pretende-se com este projeto promover a mobilidade suave como modo preferencial de deslocação quotidiana em contexto urbano, tendo por objetivo a redução do peso do transporte individual e cumprir as metas da Comissão Europeia para a descarbonização dos transportes, dotando a Cidade de uma rede estruturada, abrangente e diversificada de percursos pedonais.

NÚMEROS

Extensão: 1.640 m

Custo total elegível: 174.321,96€

Apoio financeiro da União Europeia: 85% pelo Programa Operacional Regional do Centro, Portugal2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional

Prazo: 2.º semestre de 2020

Projeto: Tis, Transporte, Inovação e Sistemas


voltar ao topo ↑