Torres Vedras

Concelho de Torres Vedras

A Área de Reabilitação Urbana (ARU) do concelho de Torres Vedras alarga as dinâmicas de reabilitação urbana a todo o território do Concelho, promovendo a sua coesão social e territorial.

Desta forma, a estratégia de reabilitação urbana passou a integrar casais, quintas, aldeias e vilas do Concelho, melhorando a qualidade de vida das comunidades através da qualificação paisagística e ambiental do território.

Além de promover a reabilitação do edificado e requalificar o espaço público, esta ARU pretende, ainda, melhorar (ou criar) equipamentos de proximidade, comunicar de forma eficaz com a população e promover a competitividade e a valorização económica do Concelho.

Em termos quantitativos, a ARU compreende 189 unidades territoriais distribuídas por 2.338 hectares. Estas unidades integram cerca de 16.710 edifícios, que correspondem a 17.965 alojamentos, acolhendo 33.560 residentes distribuídos por 12.490 famílias.

Note-se que o território de Torres Vedras apresenta um elevado grau de ocupação e de dispersão urbana, contabilizando-se 272 núcleos urbanos, organizados em 149 perímetros urbanos, a que acrescem cerca de 80 áreas de edificação dispersa e ainda casas, casais e quintas isoladas. Denotam-se, no entanto, diferenças sensíveis na concentração e tipo de ocupação em função da localização geográfica.

A estrutura do povoamento é bastante complexa, já que o Concelho é, historicamente, assimétrico, destacando-se as diferenças entre o litoral e o interior, mas sobretudo entre o norte e o sul do território.

A sua sede situa-se praticamente no centro geográfico do território, sendo que o Norte se apresenta com menos ocupação humana e mais dispersa, organizada por pequenos casais e aglomerados disseminados em grandes áreas florestais. O Sul congrega mais população, disseminada num maior número de aglomerados de maior dimensão e densidade, onde a agricultura se sobrepõe à floresta.

A ARU do Concelho de Torres Vedras foi publicada em 2021, através do Edital n.º 184/2021, de 11 de fevereiro.


voltar ao topo ↑