Torres Vedras

Presidente

Carlos Manuel Antunes Bernardes

Tem 50 anos, reside no Turcifal, concelho de Torres Vedras, e gosta de viajar.

É presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras desde 1 de dezembro de 2015.

É também Embaixador Quality Coast e membro do Comité Consultivo Político da CIVITAS Initiative.

Em setembro de 2016 foi nomeado Embaixador Green Destination para a Europa.

Ao longo do seu percurso, participou, em Portugal e no estrangeiro, em várias conferências, seminários, workshops e cursos relacionados com turismo, ambiente, sustentabilidade e mobilidade, entre outras áreas.

Formação Académica:

  • Doutorado em Turismo, no IGOT/ESHTE, Universidade de Lisboa, em 21 de dezembro de 2015;
  • Pós Graduado em Turismo (CFA), pelo IGOT, Universidade de Lisboa, no ano letivo 2011/2012;
  • Licenciado em Gestão de Empresas Turísticas e Hoteleiras, no Instituto Superior Politécnico do Oeste, em 2011

Experiência Profissional:

  • Presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, desde 1 de dezembro de 2015;
  • Presidente do Conselho de Administração dos SMAS de Torres Vedras desde 1 de dezembro de  2015;
  • Vice-Presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, de 2005 a 2015;
  • Vereador da Câmara Municipal de Torres Vedras dos Pelouros de Ambiente e Serviços Urbanos, de 2003 a 2005;
  • Vereador do Pelouro do Turismo da Câmara Municipal de Sobral de Monte Agraço, de 1997 a 2001;
  • Adjunto e Secretário do Gabinete de Apoio Pessoal ao Presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, de 1994 a 1997;
  • Secretário da Junta de Freguesia do Turcifal, de 1989 a 1997;
  • Funcionário Público, desde 1988;
  • Guia Transferista na Empresa Intercentro, Grupo Eurolines, responsável pela linha de Málaga, de 1986 a 1993;

Balanço de um ano

01.11.2018

Será quase impossível fazer, mesmo que resumidamente, um balanço do primeiro ano deste mandato.

Neste imenso mar de atividade, há que distinguir o que é imaterial do que será físico. Assim, comecemos pela realização da 15ª edição do Fórum Civitas, o maior evento europeu na área da mobilidade urbana sustentável, matéria em que Torres Vedras assume um papel de referência nacional.

A eleição de Torres Vedras e Alenquer como “Cidade Europeia do Vinho” constituiu um marco fundamental no apoio ao desenvolvimento e à promoção da qualidade do vinho destes municípios.

Constituiu nota de destaque o alto patrocínio do Ministério do Mar ao Carnaval de Torres, bem como a presença da Ministra do Mar e do Ministro da Administração Interna neste nosso evento, reconhecendo-lhe o valor cultural.

No ranking da transparência, Torres Vedras entra no top 100, subindo 124 posições. O índice mede a disponibilização de dados sobre o município e o seu funcionamento, planos e relatórios, impostos, taxas e preços, a relação com a sociedade, a transparência na contratação pública e económico-financeira e no urbanismo. Vamos continuar a melhorar.

Iniciámos o programa “+ Futuro – Bolsas de Estudo para o Ensino Superior”, um programa de apoio aos nossos estudantes.

Nota para o arranque do Museu Joaquim Agostinho, um projeto que não necessita de qualquer justificação.

Nas atividades, ditas “físicas”, o grande destaque vai para a deliberação de investimento de 32 milhões de euros nos novos centros educativos, uma aposta muito firme na criação de condições para um melhor ensino no nosso território, estando já em execução o Centro Educativo de S. Pedro da Cadeira.

É visível o andamento das obras de requalificação do antigo Matadouro Municipal e zona envolvente, que irão dar lugar ao Centro de Artes e Criatividade, desenvolvido em torno da temática do Carnaval e que irá também contribuir para trazer uma nova centralidade à cidade, no prolongamento do Parque do Choupal.

A rede viária tem sido uma enorme preocupação. Para a necessidade da sua renovação convergiram dois fatores. Por um lado, o facto de o asfaltamento das estradas municipais se ter iniciado nos anos 70, pelo que se encontram em mau estado e, por outro lado, o enorme esforço de cobertura do concelho no abastecimento de água e recolha de esgotos, o que “esventrou” as nossas vias. Nesse sentido aprovamos um plano de investimentos de 3 M€ em pavimentações para os próximos 3 anos, é um processo que não pode parar!

Encontra-se, igualmente, em execução o edifício destinado à Unidade de Saúde da Ventosa, uma obra a pensar nos cuidados de saúde a que a população local tem direito.

Destaque, também, para as obras de proteção e requalificação costeira da Praia Formosa, na linha dos investimentos efetuados em Santa Cruz, e que, pelo reconhecimento da sua importância, mereceu a inauguração pelo Ministro do Planeamento e Infraestruturas.

Nota para o reconhecimento nacional de que Torres Vedras é o concelho de Portugal com mais praias sem poluição. Trata-se de uma constatação só possível pelo grande trabalho da autarquia pela sustentabilidade ambiental a todos os níveis.

Terminando como iniciei, estas linhas são uma pálida imagem do que foi feito durante este primeiro ano do mandato mas o espaço que me é concedido não dá para detalhar mais.

No fundo, damos corpo ao nosso lema: trabalhar, trabalhar, trabalhar… para os torrienses!

E falando de trabalho em prol da comunidade, aproveito esta oportunidade para deixar um agradecimento especial a todas e a todos que contribuíram para a realização da 15ª edição das Festas da Cidade.

voltar ao topo ↑