Torres Vedras

Torres Vedras participou em conferência da Aliança ODS Portugal

24.01.2020

Fotografia da apresentação conferência comemorativa do quarto aniversário da Aliança ODS (Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável) Portugal

A Câmara Municipal de Torres Vedras esteve representada na conferência comemorativa do quarto aniversário da Aliança ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) Portugal, que decorreu no passado dia 21 de janeiro. A vice-presidente da Câmara Municipal, Laura Rodrigues, apresentou, na ocasião, o Programa de Sustentabilidade na Alimentação Escolar (PSAE).

O evento, que decorreu no Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação (IAPMEI), em Lisboa, lançou o debate sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável numa perspetiva de concretização da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas. Durante a sessão foram abordados vários temas, nomeadamente o multilateralismo, a transição energética da economia, a economia azul e a educação como agente de desenvolvimento sustentável.

O Município de Torres Vedras integra, desde janeiro de 2017, a Aliança ODS Portugal, criada pela UN Global Compact Network Portugal com o objetivo de estimular a comunicação entre parceiros e de facilitar a implementação dos princípios emanados da Agenda 2030. A UN Global Compact Network Portugal, através do lançamento desta iniciativa, desenhou uma estratégia de liderança conducente a transformar os ODS em impulsionadores para negócios sustentáveis, alavancadores de ganhos económicos, sociais e ambientais para o mundo.

Recorde-se que o PSAE está a ser implementado, desde o ano letivo de 2014/15, nos jardins de infância e escolas do 1.º ciclo do concelho de Torres Vedras. Este programa divide-se em quatro eixos: o primeiro relacionado com a produção, em que se aposta no contacto direto dos alunos com o processo de cultivo dos bens alimentares hortícolas; um segundo eixo relacionado com a aquisição de produtos, que são comprados a produtores locais, contribuindo-se para a redução da pegada ecológica inerente ao transporte e para a sustentabilidade das pequenas e médias empresas locais; um terceiro eixo, relacionado com a confeção das refeições escolares, que se prende com a criação para esse efeito de uma rede envolvendo instituições particulares de solidariedade social do Concelho, o que para além de reduzir a pegada ecológica assegura vários postos de trabalho; e um quarto eixo, relacionado com o fomento de bons hábitos alimentares, o que acontece com programas como o "Regime de Fruta Escolar" e o “Almoça comigo nos meus anos”.

voltar ao topo ↑