Torres Vedras

Teatro e cinema foram os "pratos fortes" da recente programação do Teatro-Cine

18.12.2018

Durante o segundo semestre de 2018 foram muitas e boas as propostas da programação do Teatro-Cine, um equipamento cultural municipal de referência.

O teatro foi um dos "pratos fortes" da programação do mesmo, sendo de salientar o espetáculo O Deus da Carnificina, interpretado por Diogo Infante, Rita Salema, Patrícia Tavares e Pedro Laginha.

De referir também da recente programação do Teatro-Cine, na área do teatro, os espetáculos A Casa de Bernarda Alba (representado pela Companhia João Garcia Miguel), À Espera de Godot (produzido pelo Estado Zero e pelo Teatro Nacional D. Maria II), Ode ao Amor ou Morte ao Sistema Límbico (apresentado pela Companhia de Teatro BRUTA) e Guarda Mundos (levado a cena pelo Teatro da Didascália).

Na área da música, destaque para os concertos do Festival Internacional de Acordeão de Torres Vedras, que trouxeram a Torres Vedras o ecletismo dos portugueses Bayan Quartet, a música de várias geografias dos espanhóis Féten Féten, “Acordeões da Lusofonia”, o folk dos franceses ZEF, as sonoridades romani da norte-americana Eva Salina e do servio-romeno Peter Stan e os nacionais Jam.pt que proporcionaram mais um “Baile do Acordeão”.

Realce também para a continuação dos concertos da "Temporada Darcos" em Torres Vedras (um ciclo de concertos de música clássica dirigidos pelo compositor e maestro torriense Nuno Côrte-Real) no âmbito da qual atuou no Teatro-Cine a Orquestra Sinfónica Giuseppe Verdi; e subiu ao palco também do Teatro-Cine a ópera Canção do Bandido, com libreto de Pedro Mexia, encenação de Ricardo Neves-Neves e música de Nuno Côrte-Real, a qual foi elaborada em parceria com o Teatro da Trindade – Inatel e o Teatro Nacional de São Carlos, a partir do conto O Macaco de Rabo Cortado

Ainda na área da música, de referir os concertos de Flak, de Liana com a Camerata Vocal de Torres Vedras e “Um Natal com Voice n’Combo”.

Da programação do 2.º semestre deste ano do Teatro-Cine, referência ainda para o espetáculo de novo circo Sinergia 3.0 (apresentado pela Compañia Nueveuno); os espetáculos apresentados por associações locais; as ações do respetivo projeto educativo; e a continuação do ciclo “Café com Filmes”.

9.397 entradas foram contabilizadas nos 50 espetáculos realizados no Teatro-Cine nos últimos seis meses.

 

voltar ao topo ↑