Torres Vedras

Salvador Sobral (en)cantou em Torres Vedras

01.10.2019

Imagem do concerto de Salvador Sobral no

Salvador Sobral regressou este sábado, dia 28 de setembro, ao Teatro-Cine, para um concerto que levou ao rubro o público que assistiu ao mesmo e que, de resto, esgotou a sala de espetáculos musical torriense.

Foi um espetáculo que teve como mote o seu mais recente trabalho – Paris, Lisboa -, o qual “é inspirado numa viagem sem partida nem chegada, mas cujos pontos de união se fazem” entre estas duas capitais europeias. Neste concerto, que foi marcado por momentos de improviso e de forte interação com o público, Salvador Sobral interpretou, refira-se, músicas em quatro diferentes línguas: português, espanhol, francês e inglês.

A interpretação dos temas Amar pelos Dois e Mano a Mano foram os momentos altos do concerto, o qual contou ainda com a participação do projeto Cordel. O reputado pianista Júlio Resende, bem como Nélson Cascais (contrabaixo) e Joel Silva (bateria), acompanharam Salvador Sobral nesta sua segunda vinda ao Teatro-Cine.

Após o final do espetáculo, foram muitos os espetadores que aguardaram o vencedor do Festival Eurovisão da Canção de 2017 para uma sessão de autógrafos.  

Este concerto de Salvador Sobral terá sido o momento alto da programação deste ano do Teatro-Cine, sendo também, a este propósito, de realçar outros espetáculos que tiveram lugar em 2019 neste espaço, como os concertos do ciclo Ciclone - no âmbito do qual atuaram Diogo Picão, Benjamim, Daniel Neto Quinteto e Tomara -, o da pianista Joana Gama - I Love Satie -, o do fadista Hélder Moutinho – Escrito no Destino –, o de Lula Pena e o da Huberman Philarmonic (no âmbito da "Temporada Darcos"); o teatro A Última Estação, de Elmano Sancho; os solos de dança de Vera Mantero; e os espetáculos de stand-up comedy de Luís Franco-Bastos – Consciente – e de Bruno Nogueira – Depois do Medo.

voltar ao topo ↑