Torres Vedras

Sala 2.0: Aprender em ambientes educativos inovadores

28.07.2021

Fotografia da sala de trabalho da Escola Básica de Ponte do Rol, onde se vê toda a turma sentada, cada aluno a trabalhar num computador portátil.

Os métodos de aprendizagem acompanham o ritmo dos tempos, procurando adequar as suas repostas às necessidades das crianças e jovens. Se até há pouco tempo as salas de aula que recorriam a materiais tecnológicos eram designadas como “salas de aula do futuro”, a verdade é que esta já é uma realidade para as crianças do primeiro ciclo da Escola Básica de Ponte do Rol.

O “Projeto Abc+Digital” tem como objetivo promover a escrita manuscrita com ferramentas digitais e o uso de recursos das tecnologias da informação e comunicação (TIC). Para isso, foi criado um Ambiente Educativo Inovador, ou seja, uma sala de trabalho que promove uma aprendizagem centrada nos alunos, recorrendo a material tecnológico.

Em vez do tradicional caderno em papel, os alunos têm agora um caderno diário digital onde podem realizar os seus trabalhos, tanto na escola como em casa. Para isso, contam com mesas digitalizadoras e computadores portáteis, onde recorrem a um bloco de notas digital — metodologia já utilizada no âmbito do projeto “Bibliotecnologi@s”.

As mesas digitalizadoras e um quadro digital online permitem realizar tarefas que envolvem escrita manuscrita, que poderá ser articulada com outros recursos multimédia ou com ficheiros provenientes de outras aplicações. Os alunos podem recorrer a recursos multimédia para pesquisar, apresentar e publicar conteúdos de âmbito escolar, enquanto as plataformas Moodle e Microsoft Teams são utilizadas com o objetivo de garantir a comunicação à distância.

A turma DPR já substituiu os cadernos diário em papel por cadernos diários digitais, enquanto as restantes turmas realizam tarefas nos cadernos diários digitais uma vez por semana e utilizam os computadores portáteis em regime de rotatividade. No próximo ano letivo, todas as turmas terão mesas digitalizadoras e computadores portáteis, de forma a realizar tarefas no âmbito deste projeto.

Pretende-se, desta forma, salvaguardar a escrita manuscrita como base do processo de aprendizagem no primeiro ciclo do ensino básico, que poderá ter sido afetada durante a implementação do regime de ensino à distância.

No próximo ano letivo, também a Escola Básica de Turcifal passará a contar com uma Sala 2.0. Neste estabelecimento de ensino, o novo espaço de aprendizagem será equipado com um vasto conjunto de equipamentos tecnológicos, como um painel interativo e equipamento de imagem, som e vídeo. Porque no presente, a tecnologia pode ser uma importante aliada do ensino e da aprendizagem.


Rita Santos

Última atualização: 28.07.2021 - 14:08 horas
voltar ao topo ↑