Torres Vedras

Redescobrir as Linhas de Torres Vedras

01.11.2012

Castelo de Torres Vedras

Nesta edição deixamos a sugestão para que entre connosco nas “Linhas”… Linhas que traçaram a nossa identidade, e que “alinhavaram” a nossa história!

Propomos-lhe uma forma diferente de conhecer o património das Linhas de Torres Vedras: através do Walking Memory, um sistema audioguia com o qual, pela utilização de um mapa e de um MP4, vai desvendar factos e curiosidades dos principais pontos de interesse deste importante sistema de fortificações. A primeira paragem do nosso dia será no Posto de Turismo de Torres Vedras onde, de forma gratuita, poderá levantar o audioguia que o vai orientar pelas Linhas de Torres Vedras – passo a passo.

Façamo-nos ao caminho e sigamos para um dos montes mais altos que cercam o vale onde está implantada a cidade de Torres Vedras. A manhã convida a uma visita ao Forte de São Vicente. Este era o mais poderoso forte das Linhas de Torres Vedras pois defendia a estrada principal de Coimbra –Lisboa. Com um muro que lhe delimita o perímetro de cerca de 1.3500 metros, o local comportava uma guarnição de 2.200 homens, 39 peças de artilharia e constituía um importante posto de comunicação, que na época se realizava por sistema telegráfico[1]. Pare por alguns momentos e imagine como seria o dia-a-dia naquele forte, agitado pelos milhares de militares que ali defenderam as populações do avanço das tropas francesas. Além da inegável importância estratégica, este é também um local muito bonito que permite uma boa panorâmica sobre a cidade de Torres Vedras e sobre o Castelo que se destaca, imponente, na paisagem.

Forte de São Vicente. Este era o mais poderoso forte das Linhas de Torres Vedras pois defendia a estrada principal de Coimbra –Lisboa.

Abandone o Forte de São Vicente e siga a estrada para a sua direita. Alguns metros à frente encontrará, do seu lado esquerdo, uma indicação para o Forte de Olheiros[2].

Dará de caras com a forma cilíndrica construída na plataforma central: é o paiol. Pode aproximar-se, sem receio, que as munições há muito que lá não repousam. Ao redor abrem-se, na cortina muralhada, lugares para 11 peças de artilharia. Do lado exterior da murada de pedra ainda pode observar o fosso que rodeava a fortificação.

Que tal fazermos agora uma pausa para conhecermos as Linhas de Torres através do paladar? Escolhemos o restaurante O Moinho da Paúl [3] para o almoço e a D. Berta vai convidar-nos a saborear uma ementa de época: sopa de sustança, mexilhão à Inglesa, bacalhau do regimento ou galinha do povo!

Com a energia já reposta, dirija-se ao Museu Municipal Leonel Trindade e conheça o núcleo expositivo “Não passarão! A importância das Linhas de Torres Vedras na defesa de Lisboa”. Fique a conhecer a abordagem estratégica subjacente a este sistema defensivo, desde o conceito, técnica, construção e eficácia para o impedimento do avanço do exército francês em direção à capital. Destaque ainda para alguns elementos habitualmente menos tratados, mas de grande relevância para a perceção das Linhas de Torres em toda a sua complexidade, como a mobilização de recursos, os impactos sofridos pelas populações, os sistemas óticos utilizados como meio de transmissão de mensagens e o quotidiano da vida militar.

Ao sair do Museu Municipal, e passar na Praça 25 de Abril, irá encontrará o Obelisco – Monumento Evocativo das Linhas de Torres Vedras que se destaca no contexto daquele espaço (consulte a categoria Arte Pública). É também provável que sinta um aroma doce que se espalha no ar… deixe-se conduzir até à Fábrica Coroa e prove os nossos tradicionais pastéis de feijão.

Para um serão em que o frio se faz sentir, a sétima arte assume-se sempre como uma excelente companhia. Venha ao Teatro-Cine de Torres Vedras e assista ao filme “As Linhas de Wellington” que vem na “linha” da nossa proposta cultural. Com realização de Valeria Sarmiento e produção de Paulo Branco, este filme conta com um leque impressionante de atores nacionais e internacionais e já lhe será possível reconhecer alguns locais onde foram rodadas algumas cenas.

Walking Memory Linhas de Torres Vedras

  • Gratuito;
  • Pontos de Recolha/Entrega do Audioguia: Posto de Turismo de TV e Museu Municipal;
  • Locais abordados: Museu, Obelisco, Castelo, Reduto da Forca, Forte de São Vicente, entre outros;Disponível em PT, ING, FR e ESP

Restaurante O Moinho da Paúl

  • Av.da Lapa, 13- Paúl
  • Reservas pelo tlf.: 261 323 696
voltar ao topo ↑