Torres Vedras

Obras de remodelação da Unidade de Saúde da Ventosa inauguradas

04.12.2019

Melhores cuidados de Saúde na freguesia da Ventosa...

A respetiva unidade foi ampliada e requalificada, uma intervenção que foi inaugurada ontem, dia 3 de dezembro, pela ministra da Saúde, Marta Temido.

A Unidade de Cuidados de Saúde da Ventosa ocupa agora todo o edifício respetivo, o qual era anteriormente utilizado também pela Junta da Freguesia, tendo o mesmo sido alvo de requalificação devido ao estado de alguma deterioração e de desadequação em termos de funcionalidade e desempenho em que se encontrava.

Este equipamento é agora constituído por um conjunto mais vasto de espaços, nomeadamente: espaços de espera, espaço de atendimento, espaço de secretariado clínico, gabinetes de consulta médica, salas de enfermagem, sala de tratamentos, sala de podologia, espaço para cuidados continuados, sala de movimentos, sala de reuniões, sala de pessoal, vestiários, instalações sanitárias e outros espaços de apoio. De referir que a intervenção levada a cabo teve em conta preocupações em termos ecológicos e de eficiência energética, o que incluiu a instalação de painéis solares. Dois médicos, duas enfermeiras, duas assistentes administrativas e uma assistente operacional garantem o funcionamento desta unidade.

No discurso que proferiu na cerimónia de inauguração das obras de remodelação da mesma, o presidente da Câmara Municipal aproveitou para homenagear Carlos Veloso, antigo presidente da Junta da Freguesia da Ventosa, que dá o seu nome ao recém intervencionado equipamento, bem como o já falecido António Arnaut, o fundador, há quatro décadas atrás, do Serviço Nacional de Saúde. Na ocasião, Carlos Bernardes afirmou que a par da Educação e da Cultura, a Saúde é um dos eixos fundamentais da política do Município, tendo revelado que é vontade do mesmo a criação no futuro de novas unidades de Saúde em Runa, Ramalhal e no centro histórico da Cidade, de forma a “fechar” a rede de equipamentos de Saúde no Concelho. O edil aproveitou a presença da ministra da Saúde para lançar o repto para que seja definitivamente solucionado o problema da falta de médicos de família no Concelho, já que atualmente nove mil munícipes ainda não possuem. Deixou também o repto a Marta Temido para que venha a ser criado o hospital central do Oeste, não obstante desejar igualmente que já no próximo ano seja criada uma unidade de cuidados intensivos no “velhinho hospital de Torres Vedras”. Ainda no seu discurso, o presidente da Câmara Municipal anunciou a adjudicação da elaboração do Perfil de Saúde do Concelho à Universidade Nova de Lisboa, reafirmando a sua vontade de trazer o ensino superior associado à Saúde para Torres Vedras mediante a recuperação do edifício do antigo sanatório do Barro.

Posteriormente, usou da palavra o presidente da Junta da Freguesia da Ventosa, Luís Baptista, que recordou o longo caminho que foi percorrido para a concretização da obra de remodelação da unidade de cuidados de Saúde local, o qual foi marcado por “muitas negociações e perseverança”.

Já o diretor do ACES (Agrupamento de Centros de Saúde) Oeste - Sul revelou que atualmente, com a execução da mesma, praticamente todos os residentes na freguesia da Ventosa possuem médico de família, bem como a futura possível constituição de uma unidade de Saúde familiar que agregue as freguesias da Ventosa, Freiria e S. Pedro da Cadeira. António Martins realçou ainda as excelentes condições que o remodelado espaço oferece a utentes e profissionais, relevando o espaço para atividade física, onde são ministradas aulas de preparação para o parto. 

A finalizar o período de discursos, a ministra da Saúde recordou a importância da melhoria dos cuidados de Saúde primários, o que se consegue com intervenções como a que estava a ser inaugurada, tendo no entanto frisado que a aposta do “Serviço Nacional de Saúde do século XXI” passa em muito pela prevenção da doença, o que implica a promoção de estilos de vida saudáveis. Na sua intervenção Marta Temido relevou ainda aspetos como a aposta do Serviço Nacional de Saúde na diversificação dos seus serviços, na Saúde Mental e no modelo das unidades de saúde familiares.

A cerimónia inaugural das obras de remodelação da Unidade de Cuidados de Saúde da Ventosa tinha-se iniciado com o descerramento da respetiva placa, a que se seguira a bênção do espaço pelo pároco local, Paulo Antunes. Findos os discursos, os alunos das turmas do 4.º ano de escolaridade do Centro Educativo da Ventosa apresentaram duas músicas – Sou o futuro e Vem que está a chegar o Natal -, tendo posteriormente sido declamados versos relacionados com a referida intervenção elaborados por utentes da Associação de Solidariedade e Ação Social da Ventosa. Este ato inaugural terminou com uma visita às recém-inauguradas instalações. 

A obra de requalificação e ampliação da Unidade de Cuidados de Saúde da Ventosa representou um investimento de 644.032,17 euros (cofinanciado em 543.161,40 euros pelo Programa Operacional Regional do Centro, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional).


Última atualização: 16.01.2020 - 17:45 horas
voltar ao topo ↑