Torres Vedras

Município organizou mais um mês da "Ciência & Tecnologia”

23.12.2021

Imagem de visita à SFCOlab

O Município dedicou mais uma vez o mês de novembro à Ciência e à Tecnologia.

Nesse âmbito desenvolveu-se um programa de ações em que se contabilizaram mais de duas mil participações (a grande maioria de alunos de diversos níveis de ensino), tendo a iniciativa se relacionado com a comemoração do Dia Nacional da Cultura Científica (24 de novembro), efeméride instituída em 1997, em homenagem a Rómulo de Carvalho - professor, pedagogo, autor de manuais escolares, historiador da Ciência e da Educação, poeta e divulgador científico.

Das ações da edição deste ano da iniciativa "novembro, Mês da Ciência & Tecnologia" refira-se, por exemplo, as palestras realizadas em estabelecimentos de ensino, destinadas a alunos do 3.º ciclo do ensino básico e do ensino secundário: “Marés do Mar e do Espaço”, “Valorização dos recursos biológicos marinhos”, “A Ciência alimenta” (dinamizadas pelo Politécnico de Leiria) e “SFColab: as novas tecnologias ao serviço da Agricultura” (dinamizada pelo Smart Farm Colab). Mais de 200 participações foram contabilizadas nessas palestras.

Também para alunos do 3.º ciclo do ensino básico e do ensino secundário tiveram lugar, no âmbito da edição deste ano da iniciativa “novembro, mês da Ciência & Tecnologia”, as visitas da atividade “Ciência, o que se faz por cá?” (em que se registaram 189 participações). Recorde-se que por meio desta atividade, que é promovida pela Câmara Municipal, são dadas a conhecer instituições do Concelho ligadas a projetos de investigação científica ou relacionadas com o uso de tecnologia ou técnicas laboratoriais com interesse para a comunidade escolar. Foram em 2021 parceiros da atividade “Ciência: o que se faz por cá?” o Smart Farm Colab - Laboratório Colaborativo para a Inovação Digital na Agricultura, o INIAV (Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária), a Tecnimede e a SHN - Sociedade de História Natural. Já apenas para alunos do 3.º ciclo do ensino básico foram proporcionadas as visitas “As profissões do CENFIM”, as quais foram dinamizadas pelo núcleo de Torres Vedras do CENFIM (Centro de Formação Profissional da Indústria Metalúrgica e Metalomecânica), tendo essas ações envolvido 60 jovens.

Outra componente da edição deste ano da iniciativa “novembro, Mês da Ciência & Tecnologia” foi as oficinas e workshops. De realçar desta componente as atividades realizadas no âmbito do “Creactivity”, um projeto dinamizado pela Fundação La Caixa que funciona numa unidade móvel (um autocarro), em que se proporcionam experiências lúdico-pedagógicas nos domínios da Mecânica, da Energia Eólica, da Eletricidade e da Luz. 676 alunos dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico usufruíram do “Creactivity”, espaço que esteve em funcionamento na Escola EB 2,3 de S. Gonçalo. Na Escola EB 2,3 Padre Francisco Soares a empresa Huawei dinamizou, por seu lado, para 137 alunos do 3.º ciclo do ensino básico, a oficina “Smartbus: Partilhar sem arriscar”. Já a ANPRI (Associação Nacional de Professores de Informática) proporcionou, a 80 alunos do 2.º ciclo do ensino básico, nos respetivos estabelecimentos de ensino, workshops de modelação em 3D. Foi ainda proporcionado, mas para o público em geral, um workshop de Scratch e Makey Makey, pelo serviço educativo municipal “Robótica para todos”, no Torres Vedras Labcenter, em que se contabilizaram 15 participações.

Exclusivamente para docentes, e também integrado na programação da edição deste ano da iniciativa “novembro, Mês da Ciência & Tecnologia”, foi proporcionada pelo Centro de Educação Ambiental uma formação denominada “Incorporar a literacia do oceano na escola: ondas de mudança nas práticas experimentais”. 27 professores participaram nesta formação, integrada no projeto “Conhecer para preservar | Ouriço do mar”, que foi constituída por uma componente teórica (dinamizada por via online), uma saída de campo à Praia Azul e uma sessão prática no laboratório da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Esta ação contou com o apoio técnico desta faculdade e do MARE | Centro de Ciências do Mar e do Ambiente e foi acreditada pela Ordem dos Biólogos.

As feiras/mostras de ciência foi outra das componentes da edição deste ano da iniciativa “novembro, Mês da Ciência & Tecnologia”: a alunos do 1.º ciclo do ensino básico e do ensino pré-escolar foi levada, aos espaços das suas escolas, pelos serviços educativos municipais “Quero ser Cientista” e Robótica para todos”, uma feira de ciência com atividades experimentais adaptadas aos respetivos níveis de ensino (uma atividade que abrangeu 302 crianças); a alunos do ensino profissional o Politécnico de Leiria proporcionou no Torres Vedras LabCenter uma mostra de Ciência nas áreas da Alimentação, da Estética e do Bem-Estar (em que participaram 101 alunos); e ao público em geral foi proporcionado, também no Torres Vedras LabCenter, pelos serviços educativos municipais “Quero ser Cientista” e “Robótica para todos” e pela associação LabAberto Fab Lab, uma feira de experimentação de Ciência e Tecnologia, na qual se contabilizaram 36 visitas.

Também da programação da edição deste ano da iniciativa “novembro, Mês da Ciência & Tecnologia” fez parte a mostra Triceratops 3D, que esteve patente no Centro de Educação Ambiental, no âmbito da qual foi exibido o esqueleto de um dinossauro Triceratops (uma réplica pertencente à SHN composta por ossos impressos em 3D). 238 alunos passaram por esta exposição, participando em visitas guiadas que foram dinamizadas pela SHN e pelo serviço educativo municipal “Quero ser Cientista”.

De referir que a iniciativa “novembro, Mês da Ciência & Tecnologia” integra-se no Plano Integrado e Inovador de Combate ao Insucesso Escolar da Comunidade Intermunicipal do Oeste, o qual é financiado pelo Centro 2020 | Portugal 2020 | União Europeia – Fundo Social Europeu.

Última atualização: 28.12.2021 - 11:21 horas
voltar ao topo ↑