Torres Vedras

Formosa (ainda) mais Formosa…

20.07.2018

As obras de proteção e requalificação costeira da Praia Formosa foram inauguradas hoje, dia 20 de julho, com a presença do ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques.

Na ocasião foi hasteada nesta praia a bandeira "Coloradd", a qual comprova que a mesma está preparada para receber utentes com daltonismo, sendo Torres Vedras o primeiro concelho a nível mundial a implementar o código “Coloradd”.

Esse facto foi realçado pelo presidente da Câmara Municipal na sua intervenção, referindo o caráter inclusivo da obra, concretizada num espaço que é agora devolvido aos cidadãos. Carlos Bernardes aproveitou a ocasião para recordar lembranças de família relacionadas com a praia Formosa e Santa Cruz, bem como as primeiras intervenções realizadas na mesma nos anos 30 do século transato e as obras mais robustas orientadas pelo vereador João Pinto três décadas mais tarde. O presidente da Câmara Municipal anunciou na ocasião que a candidatura para a reabilitação do porto da Assenta acabara de ser aprovada, relembrando o percurso de requalificação da orla costeira do concelho que se iniciara no núcleo central de Santa Cruz, prosseguiu em Porto Novo e terá dentro de poucos meses mais um capítulo com a inauguração das obras de proteção e requalificação da orla costeira da Praia Azul. Lançou ainda o repto a Pedro Marques para que seja “retirado da gaveta” o projeto do IC11, nomeadamente no que respeita ao troço que liga a A8 a Santa Cruz, de forma a que seja melhorado o escoamento de produtos da plataforma agroalimentar do litoral do concelho, para além de ter apelado à modernização da Linha do Oeste e à reabilitação da EN9 no troço entre Torres Vedras e Merceana.

O ministro do Planeamento e das Infraestruturas assegurou, por seu lado, na sua intervenção, que irá “desencravar” a breve prazo o processo de modernização da Linha do Oeste, de forma a melhorar o transporte de mercadorias entre o Oeste e Lisboa e a diminuir o fluxo rodoviário na A8. Pedro Marques assegurou também que pretende dar continuidade ao processo de descentralização de investimentos para os municípios, sendo Torres Vedras um “cartão de visita” no que toca à (boa) utilização de fundos comunitários. O ministro referiu inclusivamente que Torres Vedras é um dos concelhos que mais se tem desenvolvido no país, estando em situação de quase pleno emprego. Parabenizou ainda a Câmara Municipal pelo investimento que estava a ser inaugurado, o qual contribuirá para potenciar o desenvolvimento económico de Santa Cruz.

A conservação e requalificação da orla costeira da Praia Formosa representou um investimento de 609.320,93€ (cofinanciado em 85% pelo Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos, Portugal2020 e União Europeia por intermédio do Fundo do Coesão). Esta obra insere-se na operação denominada “Proteção Costeira da Praia da Formosa e Praia Azul”, que conta com um investimento total elegível de 2.282.471,09€. 

A obra realizada na Praia Formosa consistiu: na atuação na pressão antropogénica na faixa de risco e nos fatores hidrológicos de erosão (com a minimização da exposição de pessoas e bens em áreas de risco elevado, o que implicou o recuo da zona de acesso pedonal no limite poente da plataforma, tendo nesse âmbito sido remodelada a área de estacionamento; e o melhoramento da drenagem pluvial, reduzindo‐se assim o efeito de erosão na praia causada pelos fatores hidrológicos); na reabilitação e reforço das infraestruturas de proteção ao nível da praia (com a estabilização e reforço do muro de proteção à ação do mar; o redimensionamento dos degraus de acesso ao areal; e a impermeabilização e correção das pendentes da plataforma com o intuito de resolver os problemas de drenagem superficial da mesma); e na aplicação de redes de encaminhamento à queda de blocos de forma a minimizar os riscos inerentes ao despreendimento de blocos instabilizados da arriba.

De referir que a inauguração da intervenção de proteção e requalificação costeira da Praia Formosa tinha se iniciado com a apresentação de uma coreografia pela associação Ilu, tendo terminado com a degustação de produtos locais, mais concretamente Tomate com Queijo de Cabra e Mexilhões À Wellington, que constam da publicação Great Food from Green Cities, da iniciativa Capital Verde Europeia, da Comissão Europeia. 

A manhã tivera início com a visita do ministro do Planeamento e das Infraestruturas à obra do Centro de Artes e Criatividade, a que se seguiu uma deslocação à obra do Centro Educativo de S. Pedro da Cadeira, tendo Pedro Marques no seu discurso realçado a importância desta primeira dado que será uma referência nacional associada à temática do Carnaval.