Torres Vedras

Centros Históricos comemorados pelo segundo ano em Torres Vedras

30.03.2016

A Câmara Municipal assinalou mais uma vez o Dia Nacional dos Centros Históricos com uma segunda abordagem a “modelos de reabilitação” nestas zonas urbanas, sob a responsabilidade do respetivo vereador do Urbanismo, Bruno Ferreira.

Nesse âmbito realizou-se no dia 28 de março uma conferência que encheu o salão nobre do Edifício dos Paços do Concelho, em que foram dadas a conhecer algumas boas dinâmicas em termos de regeneração urbana, ações materiais e imateriais, por meio de um conjunto de comunicações: “Programa Bip – Zip(por Paula Marques, vereadora da Habitação e Desenvolvimento Local da Câmara Municipal de Lisboa); “Cluster Regenerapolis” (por Tânia Silva, da NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém); “Plano Lisboa” (por Sérgio Azevedo); “Centro Interpretativo da Comunidade Judaica em Torres Vedras: o projeto” (por Tiago Baptista e João Carriço, da Câmara Municipal); e a “Associação Portuguesa de Municípios com Centro Histórico: Prémio, Encontro e Desafios de Futuro” (por José Luis Noras, da Associação Portuguesa de Municípios com Centro Histórico).

A fechar esta conferência falou o representante desta última entidade, José Miguel Noras, tendo-se seguido um debate moderado por Filipa Antunes (diretora do Departamento de Urbanismo da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologia).

Antecedendo a conferência, foi inaugurada pela vereadora da Cultura da Câmara Municipal, Ana Umbelino, a exposição coletiva "(a)Riscar o Património 2014", organizada pela Câmara Municipal em parceria com a Direção-Geral do Património Cultural, a qual consiste num conjunto de desenhos elaborados no âmbito das Jornadas Europeias do Património Cultural. Depois do Museu Nacional de Arqueologia (Lisboa) e do Museu Nacional de Machado de Castro (Coimbra), esta exposição foi apresentada na Paços - Galeria Municipal, com a presença de Jorge Vila Nova (daquela direção-geral), um dos responsáveis do projeto.

A comemoração do Dia Nacional dos Centros Históricos em Torres Vedras contou com a parceria da Direção-Geral do Património Cultural, da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias e da Ordem dos Arquitetos.

voltar ao topo ↑