Torres Vedras

Ações de "voluntariado verde" têm-se realizado em Torres Vedras

20.02.2020

Imagem da ação realizada por elementos do núcleo de Escuteiros do Oeste

No âmbito do programa “Torres Vedras + Verde”, o Município, em colaboração com diversas entidades, tem desenvolvido ações de intervenção com o objetivo de promover a reflorestação do Concelho, em locais com elevado potencial de recuperação de ecossistema.

Uma delas teve lugar no dia 25 de janeiro, nas proximidades da avenida Variante Poente, onde cerca de 100 elementos do núcleo de Escuteiros do Oeste, com idades entre os 18 e os 22 anos, procederam à plantação de 80 árvores autóctones e à manutenção de áreas arborizadas em anos anteriores no âmbito da Semana da Reflorestação Nacional, com a limpeza de infestantes e a colocação de tutores em mais de 600 árvores.

Posteriormente, no dia 2 de fevereiro, também no âmbito do programa "Torres Vedras + Verde", realizou-se mais uma ação de “voluntariado verde”, esta ao longo da Ribeira da Conquinha, igualmente no âmbito do projeto "Reflorestar Torres Vedras", o qual tem como objetivo promover a reflorestação/renaturalização do Concelho. Esta ação enquadrou-se também na campanha “Autarquias sem Glifosato” (a qual é promovida pela Associação Quercus) e relacionou-se com o Projeto “Rios” (coordenado pela ASPEA – Associação Portuguesa de Educação Ambiental), envolvendo ainda a Associação Live With Earth e vários cidadãos torrienses.

Tratou-se da segunda ação de voluntariado levada a cabo no âmbito do projeto "Reflorestar Torres Vedras", com o objetivo de dar seguimento à estratégia de implementação de corredores ecológicos ao longo das principais linhas de água de Torres Vedras, nomeadamente no troço da Ribeira da Conquinha que passa pelo Parque Verde da Várzea e na Vala dos Amiais, tendo contado com a participação especial do Espeleo Clube de Torres Vedras, que proporcionou aos mais aventureiros posicionarem-se em segurança em margens mais inclinadas.

Esta ação mobilizou cerca de 50 pessoas, o que permitiu a recolha de uma quantidade significativa de lixo que se encontrava junto à margem da Ribeira da Conquinha, bem como ainda efetuar a plantação de mais de 200 plantas de espécies autóctones (choupo, freixo, amieiro, ulmeiro, azevinho, salgueiro, sabugueiro e carvalho-alvarinho).

voltar ao topo ↑