Torres Vedras

Agenda

Flor Gorda

Teatro e Atelier

Até 23 de março | 15h30

Teatro infantojuvenil Mulher a segurar um candeeiro de papel

Evento já ocorrido

Local: Sala da Hora do Conto da Biblioteca Municipal de Torres Vedras
Destinatários: 3 aos 6 anos (famílias)

Flor Gorda é uma peça para crianças pequenas sobre a Natureza, a renovação da vida e a polinização. Um jardim que se constrói no início é palco para a ação que se desenrola com a ajuda de dois meninos do público, presentes em cena. Assim, de forma participada, promovendo o diálogo, ação e implicação em cena, uma história acontece, que fala sobre a renovação das plantas e do jardim através da relação entre duas flores.

Neste jardim há um pássaro patudo que magoou a asa, uma abelha nariguda que tudo cheira, um caracol que só tem um olho mas que tudo vê, há um pequeno ribeiro, duas árvores, duas flores luminosas, uma sonhadora e outra curiosa, e uma menina que conta a história.

O pássaro irá saltitar no ribeiro fazendo crescer as ervas em volta. Irá também levar cartas entre as flores, fazendo crescer a sua amizade. A abelha irá transportar um presente precioso - três grãozinhos de pólen, sementes para três novas flores que surgem depois de uma dança da fertilidade dançada pela flor gorda.

Esta peça, simples e interativa, promove o contacto com a Natureza, dando a volta a um ciclo de vida, em que cada elemento tem a sua função. Promove também um olhar estético sobre a situação e proporciona a experiência artística através do jogo de cena, a lógica do desenrolar do espetáculo em que as crianças entram quer como participantes, quer como espectadores.

No final, num pequeníssimo atelier, cada criança faz e leva consigo uma carta-envelope com um selo florido e colorido, para também ela escrever/desenhar e enviar uma carta a um amigo, com a ajuda de um passarinho.

Vera Alvelos (Encenadora e mediadora cultural)

Lisboa, 1976. Mestranda em Artes Cénicas pela FCSH - Universidade Nova de Lisboa (2016/18), estudou Psicologia Clínica no ISPA e tem formação artística complementar nas áreas visuais e performativas. Cria espetáculos e projetos itinerantes como encenadora, sobretudo para público jovem, que têm sido apresentados nos teatros e centros culturais do país, tais como Mito Móvel – Histórias de Princípios, Estrada Esfomeada, A viagem de Sonia Delaunay, Broken Parts - De cortar à faca, Baile dos Pirilampos e Este não sou eu, entre outros, reunidos no site www.fabulas-de-ama.weebly.com. Trabalha igualmente a dramaturgia e, nalguns casos, a cenografia destes projetos.

Desenvolve intensa atividade na área da mediação cultural na conceção, coordenação e orientação de projetos de componente artística e educativa para públicos vários, relacionando as artes plásticas, escrita, movimento e teatro. Neste âmbito colaborou com diversas instituições das quais destaca o CPA, Centro de Pedagogia e Animação do Centro Cultural de Belém (1999-2008), o Centa – Centro de Estudos de Novas Tendências Artísticas (2005-07), a Biblioteca Municipal de Torres Vedras (2009-10 e 2017), a Biblioteca Municipal de Santa Maria da Feira (2013-15), o Sector Educativo do Centro de Arte Moderna da Fundação Gulbenkian (2003-2013), o Centro Cultural e o Museu Marítimo de Ílhavo (2015-17). Concebeu igualmente conteúdos artísticos em projetos que aproximam a arte da comunidade como o Festival Todos em Lisboa (edições 2009-2011, 2016 e 2017) e o Festival Rádio Faneca em Ílhavo (2015 e 2016).


Conceção, interpretação e cenário: Vera Alvelos Candeeiros Flores: Evelin Kunhle / Luzia Caracol: Xavier Salvador
Apoio técnico ao cenário: Pedro Ramalho
Paisagem sonora: Rui Lucena

Inscrições: 261 320 747/261 310 460 bmtv.servico.educativo@cm-tvedras.pt 


Atividade Gratuita


Lotação: 20

voltar ao topo ↑