Torres Vedras

Agenda

A dança como matriz da música para órgão e música de câmara

Concerto de Santa Cecília

Até 22 de novembro | 16h00

Música Zófia Pajak

Evento já ocorrido

Local: Igreja da Misericórdia, Torres Vedras

Um interessante programa que contempla um conjunto de peças, quer originais quer transcrições, onde a dança deu origem às mesmas. Abordando a suite renascentista e barroca, serão apresentadas obras de vários compositores europeus como Claude Gervaise, G.F.Haendel, Bernardo Storace ou Bernardo Pasquini.

Um recital com um programa bastante vivo e divertido, que faz alusão à dança e à prática da transcrição, que promete um excelente momento.

Todo o recital será comentado e contextualizado.

Violino: Zófia Pajak
Órgão: Daniel Oliveira



Zófia Pajak
Zofia Pajak Mendanha nasceu na Polónia numa família com tradições musicais e começou a estudar violino aos seis anos de idade. Concluiu o curso de conservatório com a avaliação de 18 valores e seguiu a sua formação na Escola Superior de Música pela qual é licenciada em performance. Foi lhe atribuída uma bolsa de estudo da UE que lhe possibilitou estudar na Hochschule für Musik und Theater Leipzig, na Alemanha, onde obteve a pós-graduação de Músico de Orquestra. Posteriormente tirou o mestrado em ensino de música pela Escola Superior de Música de Lisboa.
No âmbito de música erudita tem se apresentado em Portugal, Alemanha, Espanha, Itália, Argentina, Macau, China, colaborando com as orquestras Berliner Symphoniker, Mendelsohnkammerorchester e Orquestra Gulbenkian e Orquestra Sinfónica Portuguesa, entre outras. Como membro de orquestra fez gravações com solistas e maestros de renome mundial e com o seu duo com a pianista Teresa da Palma Pereira gravou recitais para a Rádio Antena 2.
Recentemente formou um duo com a harpista Emanuela Nicoli.
Foi professora no Conservatório Nacional, atualmente leciona no Instituto Gregoriano de Lisboa.

Daniel Oliveira
Natural de Alenquer, Daniel Oliveira é diplomado em Musicologia pela Universidade Nova de Lisboa, licenciado em Órgão pela Escola Superior de Música de Lisboa sob orientação de João Vaz e mestre em Pedagogia do Órgão pela mesma instituição. É licenciado em cravo pela Escola Superior de Música de Lisboa, sob orientação de Ana Mafalda Castro.

Tem realizado inúmeros concertos em Portugal e no estrangeiro, sendo de destacar a temporada de Música de São Roque (Lisboa), Festival de Música de Mafra, Festival Internacional de Órgão de Faro, Festival Internacional de Órgão de Santarém, Festa da Música do Centro Cultural de Belém, Festival Internacional de Órgão de Cantábria (Espanha), Festival Internacional de Música “Pórtico del Paraíso” (Galiza) e Ciclo Internacional de Organo e Meditaciones de Sevilla.

Apresenta-se regularmente como organista e cravista inserido em grupos de referência tais como o Quarteto “Tempus”, Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras, Orquestra Sinfónica Juvenil, Coro do Instituto Gregoriano de Lisboa, Flores de Música e Capella Joanina.

Nos seus estudos de órgão e cravo, trabalhou e contactou com personalidades como Graham Barber, Luigi Ferdinando Tagliavini, J.L.Gonzalez Uriol, Javier Artigas, Kristian Olesen, Ketil Hausgand, Gerhard Doderer e Elisabeth Joié.

É professor de Órgão, Iniciação Musical, Baixo contínuo e Música de Câmara na Escola de Música Luís Maldonado Rodrigues (Conservatório de Torres Vedras), Atelier de Órgão de Torres Vedras e Salesianos de Lisboa.

É membro do Trio Ars Eloquenta, dirige o agrupamento barroco Magnificat desde 2013 e detém a titularidade dos Órgãos Históricos da Igreja da Misericórdia em Torres Vedras e Igreja Matriz de Oeiras.

É diretor artístico do Ciclo de Órgão de Torres Vedras e da temporada de música antiga da mesma cidade. Participou na gravação de dois cd`s com os agrupamentos Capella Joanina e Flores de Música, com música sacra do compositor português Francisco António de Almeida.

Gravou recentemente um CD com música portuguesa e italiana ao órgão histórico da Igreja da Misericórdia em Torres Vedras.



Info: 261 320 760 | cultura@cm-tvedras.pt 
Nota: 
Este concerto será transmitido em direto na página de Facebook e canal de Youtube da Câmara Municipal de Torres Vedras.


Atividade Gratuita


Lotação: 39

Integrado em V Ciclo de Órgão de Torres Vedras . Outras datas:

Pelo quinto ano consecutivo, Torres Vedras acolhe uma vez mais o seu Ciclo de Órgão. Num ano particularmente diferente, fortemente referido como o ano da pandemia COVID-19, a arte deve assim assumir um papel de conforto e energia positiva perante a sociedade.

Numa organização da Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras e da Câmara Municipal de Torres Vedras, o V Ciclo de Órgão de Torres Vedras é composto por 3 grandes concertos, onde o Órgão histórico, construído em 1773 por Bento Fontanes, é convidado a dialogar com outros instrumentos e com outras realidades artísticas, num autêntico “cruzamento” de artes e de áreas.

Em novembro, todas das quintas-feiras pela hora do almoço, teremos os mini concertos “à la carte”, com a duração de 15 minutos, onde o público escolhe o que quer ouvir perante uma carta bastante diversificada com peças desde o século XVI até temas bem atuais dos nossos dias!

Uma festa do Órgão em Torres Vedras, que honra o seu público com qualidade, diversidade e dinamismo em prol do seu património histórico, onde os concertos serão comentados conferindo interação, num espaço mágico como é a Igreja da Misericórdia. Contando este ano com a participação do organista polaco Norbert Itrich, O Coro Notas d`Alta, a violinista Zófia Pajak e a apresentação da Escola de Música Luís António Maldonado Rodrigues, instituição torriense de referência no ensino da música.

O último concerto desta edição, tendo em conta o contexto em que vivemos, será em homenagem aos profissionais de saúde de todo o mundo, onde a emoção, espiritualidade e partilha estarão bem presentes.

Seguindo todas as regras de segurança, este é mais um evento que tanto dignifica o ambiente cultural torriense, onde todos são convidados a participar e a tomar parte do evento, quer presencialmente quer através da transmissão online.

Porque este é um ciclo para a comunidade, de todos e para todos, contamos uma vez mais com a parceria das paróquias de Torres Vedras, Patriarcado de Lisboa, Escola de Música Luís António Maldonado Rodrigues e Cultur'canto - Associação Cultural.

Daniel Oliveira, Diretor artístico

Organização: Câmara Municipal de Torres Vedras e Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras
Parceiros Institucionais: Paróquias de Torres Vedras; Patriarcado de Lisboa; Escola de Música Luís António Maldonado Rodrigues e Cultur'canto - Associação Cultural

Última atualização: 19.11.2020 - 10:36 horas
voltar ao topo ↑