Torres Vedras

Torres Vedras com “uma das melhores edições” do Festival Nacional de Robótica

30.04.2018

Torres Vedras com “uma das melhores edições” do Festival Nacional de Robótica

Foi num Pavilhão Multiusos da Expotorres repleto de crianças, jovens e adultos que Carlos Cardeira, presidente da Comissão Diretiva da Sociedade Portuguesa de Robótica, afirmou que esta “foi uma das melhores edições do Festival Nacional de Robótica de todos os tempos.” Afinal, Torres Vedras acolheu o Festival entre os dias 25 e 29 de abril, mostrando o que de melhor se faz na Robótica em Portugal.

“Dias intensos mas de muita felicidade e conhecimento” sublinhou Carlos Bernardes, presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, durante a cerimónia de encerramento, lembrando que estiveram ali representados 21 países, não só através das equipas que integraram as competições mas também na conferência internacional que contou com cerca de 60 conferencistas.

Pelas competições passaram 83 equipas - com representações internacionais de países como México, Holanda e Alemanha – compostas por cerca de 500 participantes. Durante o Festival realizou-se o apuramento das equipas portuguesas para o RoboCup, competição mundial de robótica. Paralelamente, o programa contou ainda com 60 workshops por onde passaram cerca de 1000 participantes.

O Festival Nacional de Robótica recebeu a visita de várias personalidades, onde se destacam Carlos Miguel, secretário de Estado das Autarquias Locais, Alexandra Leitão, secretária de Estado Adjunta e da Educação, e Rosa Monteiro, secretária de Estado para a Cidadania e a Igualdade. A “cereja no topo do bolo” seria mesmo a visita de Marcelo Rebelo de Sousa, com o Presidente da República a observar as várias competições que decorreram durante o quarto dia do Festival.

Um “desfile de personalidades” que parece ser um “caso inédito” nas palavras de Vítor Teodoro, diretor do Agrupamento de Escolas de São Gonçalo, que lembrou ainda o papel de toda a comunidade educativa. Um “trabalho de equipa” que fez com que “todas as expetativas fossem ultrapassadas.”

Já na cerimónia de abertura, Carlos Miguel havia sublinhado "o trabalho de equipa, o empenho e a paixão dos jovens" que participavam no Festival, destacando o facto de o Agrupamento de Escolas de São Gonçalo trabalhar nesta área há já 12 anos. Alexandra Leitão referiu que eventos deste género permitem partilhar as boas práticas das escolas portuguesas apesar da limitação de recursos que se verifica.

A importância do trabalho conjunto em torno do Festival foi também reforçada por Jaime Rei, um dos responsáveis pela organização, que está entre os 10 nomeados para melhor professor do país, e que chamou ao palco os restantes membros da equipa que deu forma ao Festival. Além das competições, que se dividiram em dezenas de categorias das ligas Júnior e Sénior, o programa do Festival Nacional de Robótica contou ainda com uma mostra de clubes de programação e robótica.

Veja aqui  os estabelecimentos de ensino do concelho de Torres Vedras que conquistaram lugares no pódio ou menções honrosas na Liga Júnior.


Última atualização: 12.02.2019 - 15:41 horas
voltar ao topo ↑