Torres Vedras

Agenda

(a)Riscar o Património

Encontro de Desenho - Jornadas Europeias do Património Cultural

Até 26 de setembro 2015 | 09h00

Evento Encontro de Desenho - Jornadas Europeias do Património Cultural

Evento já ocorrido

Local: Antiga Cerâmica da Ermegeira

Tema: Património Industrial

Após a participação na 1ª edição do (a)riscar o Património, Torres Vedras foi convidada a integrar a lista de 10 cidades que organizarão a 2ª edição do evento, a realizar-se no próximo dia 26 de setembro, tendo como tema o património industrial. Trata-se de um encontro de desenho, integrado nas Jornadas Europeias do Património Cultural, organizado pela Direção Geral do Património Cultural, em parceria com a Associação Urban Sketchers Portugal.
Em Torres Vedras, o evento será organizado pela Câmara Municipal e a Cooperativa de Comunicação e Cultura, sob a coordenação de André Baptista, tendo como convidados os desenhadores/sketchers Teresa Ogando (Portugal) e Edward Wandeur (SP-Brasil).

O património industrial compreende os vestígios da cultura industrial que possuem valor histórico, tecnológico, social, arquitetónico ou científico.
Estes vestígios englobam edifícios e maquinaria, oficinas, fábricas, minas e locais de processamento e de refinação, entrepostos e armazéns, centros de produção, transmissão e utilização de energia, meios de transporte e todas as suas estruturas e infraestruturas, assim como os locais onde se desenvolveram atividades sociais relacionadas com a indústria, tais como habitações, locais de culto ou de educação.
(The International Committee for the Conservation of the Industrial Heritage (TICCIH), Julho 2003)


Tendo em conta que o edifício deve ser representativo da atividade industrial no concelho, a opção recaiu sobre a antiga Cerâmica da Ermegeira, com mais de cem anos de história e que ainda apresenta características/ vestígios da produção desenvolvida nos finais do séc. XIX, início do séc. XX.
Muitas dessas cerâmicas foram-se modernizando para intensificar a sua produção.
Essa modernização levou, muitas vezes, à demolição do seu interior, logo uma das suas principais características: fornos abobadados e contínuos, com cerca de 2 metros de altura. A chaminé terá sido um dos elementos que se manteve, apesar de todas as alterações ao processo produtivo.
Muitas dessas cerâmicas, encontram-se hoje em ruína, esquecidas no tempo. As chaminés, na maioria dos casos, continuam lá, reclamando a nossa atenção, como que a convidar a uma visita ou um novo uso. A ruína deve-se a muitos fatores: falta de matéria-prima; crise no setor da construção civil; falência de empresas…
Esta ação pode contribuir, por um lado, para uma reflexão sobre a possibilidade de novos usos e para uma investigação sobre a história destes edifícios, tanto ao nível arquitetónico, como ao nível socioeconómico. Os desenhos e apontamentos escritos, podem ainda, contribuir para a preservação da identidade e memória coletiva, associadas a estas tipologias.

Programa

09h15 | Encontro (Local: Expotorres- Transporte assegurado pelo Município de Torres Vedras)
10h00 | Receção aos participantes (Local: Antiga Cerâmica da Ermegeira)
almoço | Picnic (responsabilidade dos participantes)
16h30 | Regresso à Cidade de Torres Vedras

Inscrições: geral@ccctv.org


Atividade Gratuita


voltar ao topo ↑