Torres Vedras

Encontros de Arquitetura e Urbanismo

Os Encontros de Arquitetura e Urbanismo, que se realizam anualmente, têm como objetivos genéricos a promoção do debate e da reflexão em torno da arquitetura e do urbanismo praticados no Concelho de Torres Vedras e o contributo que os mesmos poderão dar na otimização das práticas e procedimentos dos diversos agentes, como a intervenção no planeamento e materialização do ambiente construído, assim como na promoção do desenvolvimento económico, social e cultural.

I Encontro de Arquitetura e Urbanismo
Pensar | Regenerar | Habitar  Torres Vedras
8 a 29 de outubro 2010

A Câmara Municipal de Torres Vedras associou-se ao Dia Mundial da Arquitetura e realizou, no mês de outubro 2010, o I Encontro de Arquitetura e Urbanismo, sob o tema “Pensar | Regenerar | Habitar Torres Vedras”.
Esta primeira edição teve origem em três ações em desenvolvimento no concelho: a atribuição do Prémio Bienal de Arquitetura; a regeneração urbana do Centro Histórico da cidade – Programa de Ação Torres ao Centro – ao abrigo da Política de Cidades Polis XXI “Parcerias para a Regeneração Urbana”; e o desenvolvimento de um evento bienal sobre a reabilitação de habitações em contextos degradados – o Habitar Torres Vedras.

As conferências do I Encontro de Arquitetura e Urbanismo tiveram lugar às sextas-feiras do mês de outubro de 2010, no Edifício Paços do Concelho.

8 de outubro de 2010

O dia 8 de outubro centrou-se no Prémio Bienal de Arquitetura e contou com dois eventos:

  • Uma conferência, no Edifício Paços do Concelho, dedicada à temática “Distinguir a Arquitetura: a legitimação do valor e a prática profissional”. Esta conferência que contou com a presença do Presidente da Ordem dos Arquitetos, Arq. João Belo Rodeia, entre outros arquitetos de renome, teve como objetivo principal a reflexão sobre a atribuição de prémios enquanto fator que contribui não só para o reconhecimento púbico dos autores, como também para a promoção e incentivo da qualidade arquitetónica.
  • Cerimónia de entrega do Prémio Bienal de Arquitetura da Câmara Municipal de Torres Vedras 2009/2010, que aconteceu no Átrio do Edifício da Câmara Municipal de Torres Vedras, às 22h00.

15 de outubro de 2010

A conferência do dia 15 de outubro foi dedicada à temática da regeneração urbana dos centros históricos e teve como principal objetivo a reflexão sobre a Política de Cidades POLIS XXI enquanto instrumento promotor de alterações significativas no planeamento prospetivo do território, desde a sua conceção à sua aplicação prática. Esta conferência contou com a presença do ex-Secretário de Estado do Ordenamento do Território e Cidades, Prof. Doutor João Ferrão; do Dr. Bernardo Campos, do Mais Centro, e representantes de três municípios que apresentaram casos de estudo de regeneração urbana dos Centros Históricos de Torres Vedras, Coimbra e Leiria.

22 de outubro de 2010

No dia 22 de outubro teve lugar o 1º Fórum de Participação Pública do Torres ao Centro, Programa de Regeneração Urbana do Centro Histórico de Torres Vedras.
Com a realização deste 1º fórum de participação pública pretendeu-se:

  • Disseminar informação e esclarecer a comunidade local, nomeadamente os moradores e comerciantes do centro histórico, procurando-se aumentar a aceitação do público perante as ações previstas;
  • Dar visibilidade às intervenções previstas no âmbito do Torres ao Centro, ancorando este programa no interior da comunidade, potenciando desta forma os efeitos sociais previstos, nomeadamente o aumento da procura e do sentido de pertença.

29 de outubro de 2010

A conferência do dia 29 de outubro foi subordinada à temática “Espaço Interior: imagens de sonho a propósito de habitar a cidade histórica” e propôs, a partir da experiência e dos ensinamentos obtidos com o evento Habitar Torres Vedras, uma reflexão sobre os novos modos de habitar os centros históricos e sobre os mecanismos de criação de novas identidades e olhares sobre os espaços construídos. Esta conferência contou com um painel de oradores da área da arquitetura e sociologia.

 

II Encontro de Arquitetura e Urbanismo
Regenerar Torres Vedras
7, 14 e 21 de outubro de 2011

A Câmara Municipal de Torres Vedras, dando seguimento ao ciclo de conferências iniciado em 2010, realizou no mês de outubro de 2011, o II Encontro de Arquitetura e Urbanismo, sob o tema “Regenerar Torres Vedras”.
Em 2011 o ciclo centrou-se na apresentação dos projetos de requalificação urbana e de valorização ambiental integrados nos programas de intervenção POLIS e Torres ao Centro. Estes programas de intervenção incidem sobre o centro da Cidade de Torres Vedras e constituíram uma oportunidade para reunir um conjunto de projetistas que, a propósito da reflexão subjacente à conceção dos respetivos projetos, proporcionaram um debate sobre as formas de intervir sobre a cidade consolidada.

7 de outubro de 2011

Apresentação do Programa POLIS do Choupal: Requalificação Urbana e Valorização Ambiental da Cidade de Torres Vedras.
Esta conferência compreendeu a apresentação do Plano de Pormenor do Choupal e dos projetos de requalificação urbana e ambiental do Choupal e Ermida, Margens do Sizandro, Ponte Pedonal e Pátio Alfazema.
A sessão contou com a presença dos projetistas responsáveis pelas intervenções que consubstanciam o POLIS de Torres Vedras.

14 de outubro de 2011

O dia 14 de outubro centrou-se na apresentação do Programa Torres ao Centro: Regeneração Urbana do Centro Histórico de Torres Vedras.
A conferência compreendeu a apresentação dos projetos que concretizam as dimensões ambiental, económica, social e cultural, previstas pelo programa Torres ao Centro. A sessão contou com a presença dos projetistas responsáveis pelas intervenções.

21 de outubro de 2011

Realização do 2º Fórum de Participação Pública do Torres ao Centro, Programa de Regeneração Urbana do Centro Histórico de Torres Vedras. Este 2º fórum de participação pública assumiu dois objetivos:

  • Informar e esclarecer a comunidade local, nomeadamente os moradores e comerciantes do centro histórico, tendo em vista o reforço da aceitação do público perante as ações previstas;
  • Dar visibilidade às intervenções previstas no Torres ao Centro, ancorando este programa no interior da comunidade, potenciando os seus efeitos sociais, nomeadamente através do aumento da procura e do sentido de pertença.

III Encontro de Arquitetura e Urbanismo
Identidade | Estratégia | Criatividade
12 e 19 de outubro de 2012

A Câmara Municipal de Torres Vedras organizou, em outubro de 2012, o ciclo de conferências dedicado ao tema “Identidade | Estratégia | Criatividade”.
Numa época de convulsões e ruturas, problematiza-se o papel das entidades públicas e privadas envolvidas na conceção do futuro das cidades. Colocando ênfase na procura de rumos e sentidos que viabilizem um trabalho estruturado e continuado de planeamento, projeto e revitalização do território urbano, o programa das conferências organizou-se em torno do conceito de Estratégia. Partiu-se do pressuposto que, por mais instáveis que sejam as contingências, um pensamento estratégico autêntico permite inscrever o impulso utópico das atividades projetivas na prossecução de finalidades concretas e exequíveis.

Propôs-se uma análise do conceito de Estratégia em duas perspetivas distintas:

  • no primeiro dia do ciclo, à luz do conceito de Identidade, conceito visto como crucial na definição precisa e apropriada de um fim;
  • no segundo dia do ciclo, explorando o papel da Criatividade na conceção e implementação de uma Estratégia, questionando-se a possibilidade de encontrar novos programas e novas estratégias de atuação, mais flexíveis, sustentáveis e efetivas.

 

12 de outubro de 2012
Identidade e Pensamento Estratégico

Em que medida a situação atual tem concomitante uma crise de identidade?
Propôs-se uma abordagem multidisciplinar, debatendo-se a ideia de Identidade a partir de diversos campos:

  • A sua dimensão histórica, olhando para processos emblemáticos de sedimentação ou reformulação da memória coletiva;
  • A sua construção social, abordando mecanismos contemporâneos de construção da identidade;
  • A sua dimensão cultural, analisando o modo como a obra artística e arquitetónica pode contribuir para a construção de novas relações de identidade com a cidade e o território urbano.

19 de outubro de 2012
A Criatividade como Estratégia

O conceito de Criatividade foi abordado como o elemento que liberta o potencial criador da imaginação perante a complexidade que envolve o futuro das cidades. Nesta medida, é o complemento essencial para que uma determinada estratégia se concretize efetivamente em novos rumos, culturalmente próprios, economicamente sustentáveis e socialmente verdadeiros.