Torres Vedras

Erasmus +

Ação Chave 1 – mobilidade de formandos e diplomados de formação profissional

Projeto Moinhos – formar para inovar  

O Município de Torres Vedras tem vindo a apostar desde 2010 em projetos de mobilidade internacional, para fins de aprendizagem/formação profissional, em empresas europeias. Para o efeito, atribuiu de 2010-2014, ao abrigo do Programa Aprendizagem ao Longo da Vida - Leonardo da Vinci, 98 bolsas de estágio profissional. No seguimento desta colaboração não oficial e já existente, constituiu-se em 2014, ao abrigo do programa comunitário Erasmus+, o consórcio Moinhos – formar para inovar, entre a Câmara Municipal de Torres Vedras (promotora e coordenadora) e várias escolas profissionais do concelho (parceiras e entidades de envio).

Com a consolidação de uma rede intersectorial (poder local, escolas e empresas) de trabalho sustentável, pretende-se encetar esforços no sentido de melhorar e diversificar a oferta formativa e dinamizar e atualizar as políticas educativas concelhias. Destinado a jovens formandos e recentemente formados pelo ensino profissional do concelho, a iniciativa aposta na sua formação profissional e especializada em empresas distribuídas pela Alemanha (Berlim), Chipre (Limassol), Espanha (Sevilha), França (Bordéus), Grécia (Rethymno), Itália (Pádua), Irlanda (Cork), Malta (Mosta) e Reino Unido (Belfast), pelo período de 3 meses. O projeto conta com 2 edições e a participação de 80 jovens, estando prevista a atribuição de 50 bolsas de mobilidade em 2017, no âmbito da sua 3ª edição, almejando-se contribuir para o aumento da empregabilidade jovem no concelho, promover uma maior abertura para o exterior e uma nova dimensão europeia à reflexão e ação.

O presente projeto, nas suas várias edições, recebeu financiamento da União Europeia, Programa Erasmus +, KA 1 – mobilidade individual para fins de aprendizagem, vertente  formação profissional.

Fluxos de mobilidade

Moinhos – formar para inovar 2015

  • 1º fluxo de mobilidade | abril/julho 2015
  • 2º fluxo de mobilidade | setembro/dezembro 2015
  • 3º fluxo de mobilidade | dezembro 2015/janeiro 2016
  • 4º fluxo de mobilidade | janeiro/abril 2016

Moinhos – formar para inovar 2016

  • 1º fluxo de mobilidade | abril/julho 2016
  • 2º fluxo de mobilidade | setembro/dezembro 2016 (em curso)

Moinhos – formar para inovar 2017

  • (Fluxos a indicar)

 

Parceiros locais:

  • Agrupamento de Escolas Henriques Nogueira
  • Agrupamento de Escolas Madeira Torres
  • Escola Profissional e Agrícola Fernando Barros Leal
  • ESCO – Escola de Serviços e Comércio do Oeste
  • Externato de Penafirme
  • SEMINFOR – Escola Profissional de Penafirme

Parceiros internacionais:

  • Globtrain | Alemanha
  • PLATO – Private Institute Plato Educational Services LTD | Chipre
  • ONECO Consulting SL | Espanha
  • Cap Ulysse | França
  • European Center in Training for Employment | Grécia
  • XENA Centro Scambi e dinamiche intercultural | Itália
  • Partnership Europe | Irlanda
  • Paragon Europe  | Malta
  • Intern Europe Ltd | Reino Unido

 

Etapas e critérios de seleção

A | Pré-seleção

Os candidatos terão de entregar, por email, os seguintes docs:

  • CV Europass
  • Formulário de pré-inscrição
  • Carta de motivação
  • Cópia de Cartão de Cidadão

Serão analisados os seguintes critérios obrigatórios de seleção:

  • Nacionalidade Portuguesa/de um país da EU ou autorização de residência;
  • Ter até 30 anos de idade ou autorização parental se for menor de idade;
  • Estar matriculado no 2º/3º ano de um dos cursos profissionais previstos nas escolas parceiras locais, propondo-se a fazer um estágio curricular em mobilidade, ou estar matriculado no 3º ano de um dos cursos profissionais das escolas parceiras locais, tendo-o concluído (inc. FCT) à data prevista da partida;
  • Nunca ter participado numa mobilidade LdV ou Erasmus+, vertente formação profissional, superior a 7 meses.

B | Seleção

Os candidatos que cumprirem os critérios obrigatórios de seleção passarão à fase das entrevistas, com o intuito de se dar a conhecer, auscultar as suas motivações, backgroud e planos de futuro.

Serão avaliados os seguintes critérios preferenciais de seleção:

  • Ter apenas formação num dos cursos elegíveis e plasmados em sede de candidatura (Animação Sociocultural; Auxiliar de Saúde/Análises Laboratoriais; Apoio à Infância; TIC/Programação de Sistema Informáticos; Marketing; Apoio à Gestão Desportiva; Produção Agrária – vegetal e animal; Recursos Florestais e ambientais; Restauração – cozinha/pastelaria e restaurante/bar; Turismo; Energias renováveis; Eletrónica, Automação e Computadores; Vendas; Processamento e Controlo Alimentar);
  • Perspetivas de aplicação dos novos conhecimentos e intenção de investimento na área profissional;
  • Conhecimento de uma 2ª língua;
  • Nunca ter vivido/trabalhado no estrangeiro;
  • Experiência profissional não relevante
  • Personalidade/caráter: autonomia, maturidade, expectativas, interesse, motivação e objetivos pessoais.

Da presente seleção resultará um ranking dos selecionados e suplentes, divulgado no sítio da CMTV e Escolas parceiras do consórcio.

C | Inscrição

Os selecionados deverão confirmar por escrito a aceitação da bolsa e entregar os documentos  necessários (formulário de alojamento, saúde, CV europass em inglês, entre outros) para se iniciar a preparação efetiva da sua mobilidade.

A seleção final respeitará a Igualdade de Oportunidades:

  • Género
  • Meio rural/urbano
  • Nível socioeconómico

Preparação dos Participantes antes da sua partida para estágio

  • Aprendizagem Linguística
  • Sessão de Preparação pré-partida, contemplando os seguintes aspetos:
    • Programa Erasmus+  e Projeto Moinhos – formar para inovar
    • Competências Interculturais
    • Sentimento de grupo
    • Logística inerente à mobilidade