Torres Vedras

Torres Vedras vai acolher conceituado festival de cinema de turismo

19.02.2019

Torres Vedras acolhe este ano o Festival Internacional de Cinema de Turismo ART&TUR.

O evento decorrerá de 22 a 25 de outubro no concelho, na sua 12.ª edição, depois de em 2018 se ter realizado em Leiria. De referir que este festival começou por ter lugar em Barcelos, estando agora em itinerância pela região Centro. Viseu e Aveiro serão os próximos municípios a receber este certame.

Trata-se de uma iniciativa que tem dado a conhecer as melhores produções audiovisuais de turismo realizadas a nível nacional e internacional. Enquanto fórum de partilha de experiências, o ART&TUR tem conquistado elevado reconhecimento internacional, mercê da qualidade e quantidade de filmes que distingue anualmente, bem como da sua integração numa rede mundial de festivais congéneres.

Na conferência de imprensa de apresentação do evento, realizada hoje, dia 19 de fevereiro, no Noah Restaurant & Beach House, em Santa Cruz, Francisco Dias, organizador do mesmo, explanou as quatro vertentes que o constituirão: o ART&Film, que consiste no festival de cinema de turismo propriamente dito, no qual são esperados entre 300 a 400 filmes, oriundos de 40 a 60 países; o ART&Factory, uma iniciativa em que produtores e realizadores são convidados a elaborarem trabalhos sobre um tema definido e a apresentá-los no festival, sendo este ano focados nas Aldeias de Xisto e Aldeias Históricas, havendo ainda, como novidade, uma outra competição nesta vertente, denominada de “Amazonian Connection”; o Art&Talk, uma vertente dedicada ao debate de temas relevantes para a promoção audiovisual do turismo, estando nesse âmbito previsto no programa do festival uma Conferência Internacional de Marketing Turístico e Branding de Destinos; e o Art&Show, uma componente da programação do evento que visa propiciar uma experiência memorável a todos os participantes no mesmo, por meio, por exemplo, de visitas, provas gastronómicas, exposições e espetáculos musicais.  

Já o presidente da Câmara Municipal afirmou que “é um enorme prazer acolher esta conferência de imprensa em Santa Cruz”, um dos ex-libris da Green Destination que é o concelho, acrescentando que nesse sentido a sustentabilidade continuará a ser uma aposta do Município. Na sua intervenção Carlos Bernardes frisou a importância de existir uma visão estratégica no turismo e de se criar produtos integrados até para combater a sazonalidade, reiterando a intenção de potenciar produtos turísticos do território do concelho. ”O conhecimento tem de estar perto da sociedade”, afirmou, por alusão nomeadamente à vertente científica do festival, recordando que vários vídeos relacionados com o concelho já foram distinguidos no ART&TUR. ”É um evento de referência em contextos cinematográficos de territórios em que se possa não apenas produzir filmes mas também visitar”, acrescentou ainda.

O presidente do Turismo do Centro, Pedro Machado, por seu lado, elaborou a sua intervenção com base em três ideias-chave: a importância de estruturar novos produtos e diversificar a oferta, sendo nesse sentido o ART&TUR um ativo muito forte, já que está comprovada a importância do visionamento de filmes para se captar novos fluxos turísticos; a importância de promover a coesão territorial; e a importância de desenhar novas redes com novos protagonistas.

De referir que na conferência de imprensa estiveram também presentes o presidente da Câmara Municipal de Viseu, António Almeida Henriques; o presidente da Câmara Municipal de Aveiro, José Ribau Esteves; o coordenador do CITUR – Centro de Investigação, Desenvolvimento e Inovação em Turismo de Leiria, Luís Lima Santos; e a presidente do júri do festival ART&TUR 2019, Mariana Castelo Branco.

Mais informação sobre este festival pode ser obtida no respetivo site.

voltar ao topo ↑