Torres Vedras

Torres Vedras e Alenquer prestes a serem "Cidade Europeia do Vinho"...

15.12.2017

O Edifício dos Paços do Concelho acolheu ontem, dia 14 de dezembro, uma cerimónia de agradecimento aos parceiros que colaboraram na candidatura de Torres Vedras e Alenquer a Cidade Europeia do Vinho 2018.  

Recorde-se que essa candidatura foi, entre outras seis, a vencedora no âmbito desta iniciativa da Rede Europeia das Cidades do Vinho (RECEVIN), tendo essa decisão sido anunciada no dia 30 de novembro, em Bruxelas.

Na intervenção que proferiu na cerimónia, o presidente da Câmara Municipal, Carlos Bernardes, relevou o elevado nível técnico da candidatura de Torres Vedras e Alenquer, tendo também referido a sua expetativa no sentido da mesma poder contribuir para o aumento da venda de vinhos destes concelhos no mercado nacional e internacional, bem como para o desenvolvimento de novos métodos e técnicas na produção dos mesmos.

Já o presidente da Câmara Municipal de Alenquer recordou a milenar tradição vitivinícola dos concelhos da região, tendo referido o interessante exercício de articulação institucional que representa a iniciativa Cidade Europeia do Vinho 2018 | Torres Vedras/Alenquer. Pedro Folgado salientou ainda a importância de se continuar a desenvolver iniciativas para que os vinhos de Lisboa passem a integrar de forma permanente as cartas de vinhos que são disponibilizadas nos restaurantes nacionais.

Nessa sequência, o presidente da RECEVIN, José Calixto, referiu que iniciativas semelhantes à que Torres Vedras e Alenquer estão a levar a cabo já foram no passado alavancas decisivas para se atingir no futuro os objetivos delineados.

Por fim, o secretário de estado da Agricultura e Alimentação realçou a importância de se ultrapassar os bairrismos, sendo que o sucesso da candidatura de Torres Vedras e Alenquer a "Cidade Europeia do Vinho" representa bem esse facto, além de demonstrar que o trabalho gera resultados positivos quando é bem feito. Luís Vieira referiu também que o setor nacional do vinho está em crescimento, tendo a esse propósito enaltecido a inovação que tem conhecido, fruto do trabalho dos enólogos. Acrescentou ainda que o mesmo tem de se afirmar não só pela sua qualidade, mas também pela diferença.

De referir que são alguns dos objetivos do programa Cidade Europeia do Vinho 2018 | Torres Vedras/Alenquer: promover, nacional e internacionalmente, a riqueza, a diversidade e as características comuns do setor vitivinícola de Torres Vedras e Alenquer; contribuir para a investigação e divulgação do papel da vinha, com enfoque nas castas tradicionais, e do vinho na paisagem natural e cultural da região; criar uma rede de partilha de conhecimentos e de experiências entre profissionais do setor vitivinícola, gastronomia, restauração e alojamento e, entre estes, e o público em geral; colaborar com a RECEVIN na persecução da sua missão, nomeadamente na promoção dos vinhos produzidos pelas cidades e regiões pertencentes à rede, bem como das suas características sociais e identidades culturais; promover local, nacional e internacionalmente os vinhos DOC de Torres Vedras e Alenquer, com o contributo das quintas e adegas cooperativas parceiras; criar as condições para o desenvolvimento de um ecossistema profissional, multidisciplinar, que contribua para o surgimento e implementação de projetos de ponta no setor vitivinícola, com ligações ao enoturismo; estimular as relações de cooperação entre as autarquias e os produtores vitivinícolas, através da adoção de políticas e iniciativas públicas que promovam o setor económico e a sustentabilidade dos territórios; desenvolver o enoturismo em Torres Vedras e Alenquer, em parceria com a Rota dos Vinhos de Lisboa, incentivando e apoiando produtos turísticos locais; e estabelecer parcerias com as entidades responsáveis pela promoção turística - Turismo do Centro e Turismo de Portugal -, para promover nacional e internacionalmente, a Cidade Europeia do Vinho | Torres Vedras/Alenquer.

No âmbito desta iniciativa está previsto um programa anual de ações culturais, de formação e de sensibilização ligadas ao vinho, com alcance regional, nacional e internacional.

Dessas atividades algumas já eram realizadas, nomeadamente: Festival das Sopas e Merendas de Alenquer; Festas do Império do Divino Espírito SantoAlenquer, Terra da Vinha e do Vinho; Quinzena Gastronómica da Codorniz, Torricado e Vinho de Alenquer; Feira Quinhentista; Bagos com Alma Literária; Eleição da Rainha das VindimasAlma do VinhoCarnaval de Torres (que terá uma "Avenida do Vinho"); Feira Rural; Arte ao Centro (que dá origem ao evento Arte ao Vinho); Mostra de produtos locais na Azenha de Santa Cruz; Quintas com LivrosVinhos nas Linhas; Encontro Internacional de Aguarela de Santa Cruz; Feiras de Verão; Feira de S. Pedro; Cortejo Etnográfico; Festival da Sapateira; Jantares com História (que dá origem ao evento Jantares com História Vínica); Festas da Cidade de Torres Vedras; Festival do Vinho de Torres Vedras; Presença na Bolsa de Turismo de Lisboa; Quintas de Portas Abertas; e presença no Vinhos de Lisboa na Rua Augusta.   

As ações a realizar no âmbito da Cidade Europeia do Vinho 2018 criadas de raíz são as seguintes: Teatro nas Adegas e Quintas de Torres Vedras e Alenquer; Observação Astronómica com Prova de Vinhos; Wine Sunset PartyO Vinho é Cor; Cortejo Etnográfico das Vindimas; Vinhos, Fado e Letras; Palestras sobre o Vinho e o Turismo em Torres Vedras e Alenquer; Wine Cellars & Art Festival PORTUGAL; Food & Wine LABSUvada a Oeste; Exposição “Grape’s Land: a Journey through European Wine Identity”; Contemporary ART 9.0; Visitas a Quintas e Adegas; Wine Discoveries; e Vinho comemorativo da Cidade Europeia do Vinho 2018.

Para além destas atividades, outras três inerentes à realização do evento Cidade Europeia do Vinho também serão realizadas: a Gala RECEVIN; o Dia Europeu do Enoturismo; e o Estágio de Jovens Viticultores.  

São parceiros da Cidade Europeia do Vinho 2018: A Rodiles; Adega Antiga do Juncal Family Vineyards; Adega Cooperativa da Carvoeira; Adega Cooperativa de Dois Portos; Adega Cooperativa de São Mamede da Ventosa; Adega Mãe; Agirdin – Agroturismo; Águas do Vimeiro; Associação Comercial e Industrial do Concelho de Alenquer; Associação Comercial e Industrial da Região Oeste; Associação de Agricultores de Torres Vedras; António F. Bonifácio & Filhos; Câmara Municipal de Lisboa; Casa de Vila Verde; Casa Santos Lima; Caves Rendeiro; Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa; Dolce Campo Real Lisboa; Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa; Escola Profissional Agrícola Fernando Barros Leal (AVA); Escola de Serviços e Comércio do Oeste; Escola Superior Agrária de Santarém; Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha; Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar; Federação do Folclore Português; Galantinho – Casa Agrícola; Green Destinations Foundation; Instituto da Vinha e do Vinho; Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária; João Melícias Unipessoal, Lda; Junta da Freguesia da União das Freguesias de A dos Cunhados e Maceira; Junta da Freguesia da União das Freguesias de Carvoeira e Carmões; Junta da Freguesia da União das Freguesias de Dois Portos e Runa; Junta da Freguesia da União das Freguesias de Maxial e Monte Redondo; Junta da Freguesia da Silveira; Junta da Freguesia da Ventosa (Alenquer); Junta da Freguesia da Ventosa (Torres Vedras); Junta da Freguesia da Freiria; Junta da Freguesia da Ponte do Rol; Junta da Freguesia de São Pedro da Cadeira; Freguesia de Santa Maria, São Pedro e Matacães; Junta da Freguesia do Ramalhal; Junta da Freguesia do Turcifal; Torres Vedras LabCenter; Moinho da Lebre; Moinho do Paúl; Moinhos da Capucha; Ô Hotels & Resorts; Comunidade Intermunicipal do Oeste; OINEG – Consultoria de Gestão; Pombal da Ota - Vinhos; Promotorres; Quinta da Barreira - Vinicultura e Serviços; Quinta do Casal de Santo António; Regueirinha – Quinta Villa Flôr; Rota Histórica das Linhas de Torres; Sociedade Agrícola da Quinta da Folgorosa; Sociedade Agrícola da Quinta de Porrais; Sociedade Agrícola da Quinta do Conde; Sociedade Agrícola Félix Rocha; Turismo de Portugal; Turismo do Centro de Portugal; Vasco Miguel (Enólogo); Ville de Villenave D’Ornon; Vinhos do Camarnal; Vinhos de Palha-Canas; VitiScape; e Your Cultural Escape.