Torres Vedras

Torres Vedras associou-se à 8.ª Semana da Reflorestação Nacional

06.12.2017

Juntando-se a uma iniciativa do movimento Plantar Portugal que teve a sua oitava edição, a Câmara Municipal participou mais uma vez na Semana da Reflorestação Nacional que se realiza anualmente por altura do Dia da Floresta Autóctone, na última quinzena de novembro.

Essa participação consistiu num conjunto de ações, nomeadamente: uma ação de manutenção silvícola realizada no dia 15 de novembro no Ecoparque da Serra da Archeira, em que participaram os alunos dos 2.º e 3.º anos do curso de Recursos Florestais e Ambiental da Escola Profissional Agrícola Fernando Barros Leal; o Dia Aberto nos Viveiros Municipais, no dia 18 de novembro, ao longo do qual cerca de 35 participantes integraram as visitas guiadas proporcionadas nas quais puderam conhecer o funcionamento deste equipamento e observar várias espécies autóctones, tendo ainda na ocasião sido dinamizadas as oficinas "Teares de Outono” alusivas à temática da Floresta; as visitas proporcionadas à comunidade escolar igualmente aos Viveiros Municipais, em que 138 alunos tiveram oportunidade de identificar espécies florestais autóctones presentes na “montra florestal”, conhecer o funcionamento deste espaço por meio de uma visita guiada e realizar um ateliê alusivo à floresta; a realização no dia 22 de novembro de duas sessões de sensibilização sobre a floresta, na Escola Básica 2,3 de S. Gonçalo, em que participaram cerca de 100 alunos dos 5.º e 8.º anos, nas quais foi abordado a caracterização da floresta em Portugal e Torres Vedras, a sua importância e principais ameaças, o que culminou com o hastear da bandeira do projeto Eco-Escolas; a conferência “A importância da floresta”, que decorreu no dia 24 de novembro no Centro de Educação Ambiental, com 31 participantes, em que se abordou a evolução e caraterização do setor florestal em Portugal e no concelho, a importância ambiental e ecológica deste setor, as medidas de prevenção aos incêndios florestais, as condicionantes das atividades florestais e a certificação florestal regional do Oeste; e, no dia 25 de novembro, a oficina “O mundo das abelhas”, na qual, de forma dinâmica e interativa, se abordou também no Centro de Educação Ambiental, perante 18 participantes, entre crianças e adultos, a importância das abelhas para o equilíbrio dos ecossistemas, tendo os mesmos tido oportunidade de observar colmeias e até de provar mel, própolis e pólen.

De referir, ainda, que, no âmbito desta participação da Câmara Municipal na Semana da Reflorestação Nacional, durante sete dias os Viveiros Municipais abriram as portas para a cedência de espécies autóctones, num total de 2181 árvores florestais cedidas a munícipes, escolas, associações e juntas de freguesia.