Torres Vedras

Operação distrital "Prevenir Já" passou pelo concelho

06.04.2017

A operação Prevenir Já, que foi levada a cabo pelo Comando Territorial de Lisboa da Guarda Nacional Republicana (GNR), passou pelo concelho no dia 4 de abril.

Trata-se de uma iniciativa de fiscalização/sensibilização junto da população com o intuito de promover e fomentar boas práticas agrícolas e acima de tudo transmitir uma mensagem de dever cívico na prevenção generalizada aos incêndios florestais, “partindo da premissa que a floresta é de todos e que a todos cabe preservar e proteger”.

Um dos objetivos da operação Prevenir Já foi fiscalizar a manutenção das faixas de gestão de combustíveis, que é normalmente assegurada por meio da limpeza dos terrenos, mediante o corte e remoção da biomassa vegetal neles existentes, sendo que segundo aquele comando uma “correta e oportuna gestão de combustíveis constitui um elemento essencial para a minimização do risco de incêndio, prevenindo assim atempadamente este tipo de ocorrências”.

A GNR recorda que a “falta de manutenção das faixas de gestão de combustíveis (limpeza dos terrenos) constitui infração do foro contraordenacional e os seus responsáveis incorrem em coimas de 140 a 5.000 euros, no caso de pessoa singular, e de 800 a 60.000 euros, para pessoas coletivas”.

Na ação realizada no concelho no âmbito desta iniciativa, que decorreu entre as 8h30 e as 18h, abrangendo o território de todas as autarquias, e envolvendo 15 patrulhas e 30 militares, que supervisionaram 2441 km, foram detetadas 139 infrações, metade das registadas o ano transato na operação Ignição Zero.

De referir que esta ação pretendeu também identificar viaturas e resíduos abandonados.

Entre 27 de março e 5 de abril aquele comando territorial levou a cabo várias ações em diversos concelhos do distrito de Lisboa no âmbito da operação Prevenir Já com o intuito de contribuir para a redução do elevado número de incêndios florestais que ocorrem no mesmo, as quais contaram com a  colaboração do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro da Unidade de Intervenção também da GNR.