Torres Vedras

Município e Faculdade de Motricidade Humana firmaram protocolo

18.05.2017

O Município e a Faculdade de Motricidade Humana (FMH) da Universidade de Lisboa assinaram hoje, dia 18 de maio, um protocolo “tendo em vista o aproveitamento recíproco das respetivas potencialidades científicas, técnicas e humanas, em áreas da Educação Física, Comportamento Motor, Espaços de Jogo Escolares e ao Ar Livre e Desenvolvimento Motor da Criança e do Adolescente”.

Segundo o texto do protocolo, esta colaboração poder-se-á revestir de diversas modalidades, designadamente de: atividades (formativas e pré-profissionais); estágios; estudos e investigação; e projetos de inovação e intervenção.

Para a concretização do objeto deste protocolo aquela faculdade compromete-se a: disponibilizar os recursos afetos ao Laboratório de Comportamento Motor e Laboratório de Pedagogia, para a realização das atividades que forem consideradas importantes no âmbito deste acordo; desenvolver metodologias e instrumentos de pesquisa adequados aos projetos que forem considerados importantes no domínio dos recreios escolares das escolas do ensino pré-escolar e dos 1.º e 2.º ciclos do ensino básico e espaços de jogo ao ar livre do concelho; realizar ações de formação para pais, professores e técnicos afetos às escolas ou ao Município; apresentar documentação apropriada à condução dos projetos de estudo e intervenção numa perspetiva participativa e inovadora nos domínios anteriormente considerados; e desenvolver estudos de investigação e de divulgação das ações realizadas de interesse para o Município.

Já o Município compromete-se, nomeadamente a: disponibilizar os recursos humanos, técnicos e materiais necessários ao desenvolvimento dos projetos que vierem a ser acordados entre as partes; autorizar o acesso aos locais de estudo e intervenção, bem como a documentação existente nos serviços documentais do Município, necessários ao desenvolvimento dos projetos acordados (espaços de recreio escolares e outros espaços de recreio e jogos municipais); autorizar, com o conhecimento dos encarregados de educação e responsáveis dos agrupamentos escolares e responsáveis das respetivas escolas, o desenvolvimento dos projetos acordados e anteriormente identificados; colocar as crianças e jovens à disposição da FMH, com a autorização prévia dos encarregados de educação, para projetos de investigação e inovação e com os recursos necessários à sua prossecução; financiar a FMH em relação aos projetos de estudo e intervenção que forem acordados entre as partes e que serão materializados através de contratos específicos; e cooperar nos estudos, observações e controlos científicos que a FMH pretenda levar a efeito, em moldes a designar.

O protocolo foi assinado pela vice-presidente da Câmara Municipal, Laura Rodrigues, e pelo diretor da FMH, José Diniz.  

Posteriormente dirigiram-se à Escola Básica Integrada Padre Francisco Soares onde foi visitada uma área de recreio que está a ser intervencionada pela Câmara Municipal para a realização de atividades físicas ao ar livre.

De referir a este propósito que o Município apresentou candidatura ao Programa Erasmus+ KA2, em parceria com a Faculdade de Motricidade Humana, um agrupamento de escolas de Torres Vedras, um jardim de infância da Croácia e um outro da Estónia, uma universidade da Noruega e uma ONG da Grécia, com o projeto “Moving and Learnig Outside", com o qual se pretende promover a prática de educação ao ar livre, através de uma abordagem de jogo e atividade física em idade pré-escolar.

O périplo incluiu ainda uma deslocação ao Parque Verde da Várzea onde crianças de escolas do concelho realizavam atividades ao ar livre no âmbito do Desafio Skip, o que estava a acontecer simultaneamente em outros locais do concelho.