Torres Vedras

"Festas da Cidade" voltaram a unir S. Gonçalo a S. Martinho

15.11.2017

S. Gonçalo de Lagos e S. Martinho voltaram a dar as mãos para acolher as Festas da Cidade de Torres Vedras que tiveram a sua décima quarta edição, desde 27 de outubro (dia dedicado a este primeiro santo), até ao dia dedicado ao segundo (terminando a 11 de novembro).

O evento assentou, como já é hábito, em duas iniciativas nucleares: o Festival Internacional de Acordeão de Torres Vedras – Acordeões do Mundo (que manteve o seu formato com os habituais concertos no Teatro-Cine e as atuações de acordeonistas nomeadamente em restaurantes e cafés); e o espaço das “tasquinhas”, no Pavilhão Multiusos, que teve mais uma vez um programa de animação diário (com, principalmente, atuações de bandas, de ranchos folclóricos e de acordeonistas), o qual foi complementado pelos festivais do pastel de feijão e do vinho de Torres Vedras e por uma mostra de uvada e bolos de ferradura. Esse espaço das “tasquinhas” esteve a cargo das freguesias do concelho.

A Final do Festival das Vindimas foi mais uma vez enquadrada no mesmo, sendo que esta atividade marcou de novo o culminar das festividades.

Para além desta iniciativa e do Festival do Vinho de Torres Vedras, outras no âmbito das Festas da Cidade relacionaram-se com a temática do vinho, desde o início das mesmas o seu enfoque principal, ou não fosse o concelho de Torres Vedras o maior produtor de vinho do país: a iniciativa S. Martinho, Compras e Vinho, a Feira Rural (que pela primeira vez integrou o programa das Festas), a tertúlia “Vinho com Ciência”, o Passeio de BTT Rota das Adegas, a instalação “Jardim de Castas” e a exposição de máquinas agrícolas e respetivo passeio.

Também na área lúdico-cultural, de mencionar destas festividades outras atividades como o habitual desfile de bandas filarmónicas do concelho, os "almoços seniores", o concerto e exposição “Oceano - Mar é Vida”, a oficina lúdica “Brincar nas Festas”, as ações na Paços - Galeria Municipal – a exposição/instalação de Dulce Nunes “O Jardim da Ana”, a exposição/concerto do Coro Infantil e Juvenil de Torres Vedras “Superfícies Sonoras e as Máquinas de Sons” e a exposição de pintura de Paula Brito “Linhas ao Vento do Norte” -, bem como o lançamento de livros também no Edifício dos Paços do Concelho: “A População do Patriarcado de Lisboa (1717-1748)”, de João Cosme, “Organização Arquivística: O Fundo Administração do Concelho de Torres Vedras”, de Susete Lemos Marques, “Famosas Últimas Palavras”, de Luís Filipe Cristóvão, e “Noite dos Tempos”, de Vítor-Luis Grilo.

Já na vertente lúdico-desportiva do evento, refira-se, para além do mencionado passeio de BTT, o Cross de Torres Vedras (que pela segunda vez se realizou incluído no programa das Festas da Cidade), o Trail Cidade de Torres Vedras, a iniciativa Moto Tasquinhas, o Passeio de Automóveis Antigos e Clássicos, o Torres Vedras Night Run, o Torneio de Petanca Cidade de Torres Vedras, o Torneio de Golfe Cidade de Torres Vedras e a inauguração do percurso pedestre "Rota do Pão e do Barro" (PR12).

Saliente-se ainda que no início destas festas teve lugar a habitual missa em honra de S. Gonçalo de Lagos; e no términus do evento realizou-se, como sempre, a Sessão Solene de Celebração do Feriado Municipal em que forma atribuídas as condecorações municipais.

De referir também que no âmbito das Festas da Cidade realizaram-se atividades comemorativas do 25.º aniversário da geminação de Torres Vedras com Villenave d' Ornon.

Estima-se que cerca de 30 mil pessoas tenham este ano participado nas atividades do evento.

As Festas da Cidade de Torres Vedras 2017 foram organizadas pelo Município, patrocinadas pelo Arena Shopping, apoiadas pela Biotrab, Fepal e Sacel, e tiveram como água oficial as Águas do Vimeiro.

Mais informações sobre o evento podem ser consultadas no respetivo site.