Torres Vedras

Agenda

"Música Barroca em Portugal e Itália: As práticas históricas"

III Ciclo de Órgão de Torres Vedras

18 de novembro de 2018 | domingo | 16h00

Música Daniel Oliveira

Local: Igreja da Misericórdia, Torres Vedras

É impossivel falar de música em Portugal no século XVIII sem falar na influência italiana que esta sofreu, bem como todas as outras expressões artísticas. Portugal e Itália comungavam das mesmas estéticas e ideias, bem como havia um forte fluxo de músicos italianos em Portugal e vice-versa. 

Este recital apresenta-nos exactamente essa mesma influência da arte italiana em Portugal, sobretudo na corte de D.João V, fazendo-se ouvir belíssimas sonatas de estilo napolitano e veneziano de autoria de  Carlos Seixas e Domenico Scarlatti, bem como o género “Sonata da Chiesa” de autores tão relevantes como Tomaso Albinoni e Antonio Vivaldi, que muito escreveram para violino barroco e baixo-contínuo. 

Órgão e baixo-contínuo: Daniel Oliveira
Violino barroco: Marcos Lázaro

Organização: Santa Casa da Misericórdia de Torres Vedras e Câmara Municipal de Torres Vedras
Parceiros institucionais: Cultur'canto - Associação Cultural; Jornal "Voz da Verdade" e Jornal "Badaladas"



Integrado em III Ciclo de Órgão de Torres Vedras. Outras datas:

"Chegado à sua III edição, o Ciclo de Órgão de Torres Vedras tem-se afirmado como uma referência cultural e turística na cidade e até da região Oeste, trazendo a este evento destacados músicos da tela nacional que, no deslumbrante espaço da Igreja da Misericórdia, têm interpretado o vasto património musical para órgão solo, música de câmara e música coral, centrando-se nas potencialidades e qualidades impares do Órgão “Bento Fontanes” (1773), existente naquele templo sagrado. 

Composto por três concertos, esta 3.ª edição do Ciclo de Órgão de Torres Vedras que ocorrerá durantes meses de outubro, novembro e dezembro, terá como protagonistas o agrupamento Altus Continuus, grupo este dedicado à música sacra antiga dos séculos XVI, XVII e XVIII,  um recital para órgão e violino barroco dedicado à música portuguesa e italiana dos séculos XVII e XVIII e, para finalizar, o Coro Staccato que nos irá apresentar um belíssimo e divertido conjunto de peças natalícias de várias tradições e culturas. 

Para além dos três grandes concertos do ciclo de órgão, teremos a novidade dos mini-recitais after lunch, com uma duração máxima de 15 minutos e que ocorrerão durante todas as quintas-feiras do mês de outubro. Estes mini-recitais ocorrerão na hora do almoço e serão uma excelente proposta para quem está ou visita a cidade durante a semana. 

Dedicado aos mais novos, haverá durante o mês de novembro um conjunto de três visitas de estudo (em formato peddy-paper) destinadas aos alunos das escolas do concelho, onde os alunos são convidados a fazer uma viagem pela história e aspetos organológicos do instrumento, contado com a boa experiência de ouvirem e experimentarem um órgão histórico. 

Sendo a formação e sensibilização do público um dos principais objetivos do Ciclo de Órgão de Torres Vedras, todos os  recitais terão o formato de recital comentado, para assim haver uma maior interação entre os músicos e o público presente. 

Que este III Ciclo de Órgão de Torres Vedras seja um acontecimento que alie património, música, religião e sociedade."

 

Daniel Oliveira, Diretor Artístico 

voltar ao topo ↑