Torres Vedras

Agenda

Cante

Concerto Temporada Darcos

30 de setembro de 2017 | sábado | 21h30

Música TEMPORADA DARCOS 017

Local: Teatro-Cine de Torres Vedras

Desde o dia 27 de Novembro de 2014, que o Cante Alentejano é património imaterial da humanidade, tendo a UNESCO considerado ser exemplar. Mas o Cante é muito mais do que isso... é o modo de ser de um povo abrasado pelo sol, numa terra onde as árvores gritam a bênção de uma gota de água, e as planícies sem fim trazem a lonjura dos sonhos e a distância da alma... O Alentejo canta, entoa, embala-se ao ritmo angular de vozes penetrantes, e há um lirismo por entre as notas que faz poetas todos aqueles que o cantam! É com esse espírito, e com a humildade de um leigo, que o compositor Nuno Côrte-Real se aventurou a compor o seu segundo livro da série Novíssimo Cancioneiro, dedicado à música tradicional portuguesa, onde o Cante, e mais concretamente a música de Serpa, é protagonista. Poderemos ainda escutar o Quarteto de Cordas nº 12, “Americano”, de A. Dvořák, e o 3º Quarteto de cordas de A. Pinho Vargas, um compositor incontornável da música contemporânea, mas também um notável pensador cuja obra ensaística reflete uma intensa busca por uma identidade artística e cultural portuguesa.

Programa

A. Dvorák (1841-1904)
Quarteto de cordas nº12, em fá maior, “Americano”, op. 96

I. Allegro non troppo
II. Lento
III. Molto vivace
IV. Vivace ma non troppo

A. Pinho Vargas (1951-)
Quarteto de cordas nº3


pausa

N. Côrte-Real (1971-)
CANTE - Novíssimo Cancioneiro – livro segundo
Para coro, quinteto de cordas e piano - Estreia absoluta

 

Nuno Côrte-Real, maestro
ENSEMBLE DARCOS
CORO RICERCARE

 


Preço: 5 €

Teatro-Cine de Torres Vedras

3ª a 6ª: 09h00 às 13h00 e 14h00 às 17h00
a partir das 18h00 em dias de espetáculo

Av. Tenente Valadim, n.º 19
2560 Torres Vedras

261338131
teatro.cine@cm-tvedras.pt
Localização Google Maps


Integrado em TEMPORADA DARCOS 017. Outras datas:

Desde há uma década que a Temporada Darcos tem vindo a apresentar o que de melhor se faz em Portugal no âmbito da música clássica, convidando não só aclamados solistas e orquestras nacionais e internacionais, mas também desenvolvendo um trabalho notável com o Ensemble Darcos, grupo de câmara que se tornou uma referência no panorama musical português.
A edição de 2017 é, por isso, uma edição de celebração e de homenagem à dedicação e persistência de todos aqueles que tornaram estes dez anos possíveis. Na senda da internacionalização, o destaque absoluto vai para a participação da Mahler Chamber Orchestra, uma das melhores orquestras do mundo, que em novembro apresentará um programa clássico com duas sinfonias célebres de Haydn e Mozart, a nº101, “Relógio”, e a n.º40, respetivamente, a par da obra Concerto Vedras, de Côrte-Real. A Orquesta de Extremadura, sediada em Badajoz, oferecerá o concerto inaugural da Temporada, em janeiro, com a interpretação do sublime Duplo Concerto para violino, violoncelo e orquestra de Brahms, juntamente com obras de Falla e Mozart, e ainda uma surpresa insólita... Sempre em busca de novos caminhos e cruzamentos singulares, destaque-se também, nesta décima edição, o convite ao escritor José Luís Peixoto para escrever uma mão cheia de versos para a música original de Nuno Côrte-Real, que será interpretada pela rainha do jazz português, Maria João, acompanhada pelo Ensemble Darcos. Por último, de sublinhar a homenagem ao Cante, num projeto que contará com o Coro Ricercare.
Como tem vindo a acontecer nas últimas edições, a Temporada Darcos marcará presença nas cidades de Torres Vedras e Lisboa, beneficiando das parcerias entre a Câmara Municipal de Torres Vedras, a Câmara Municipal de Lisboa e o Centro Cultural de Belém.
É com muita alegria e orgulho que celebramos em 2017 dez anos de música clássica na Região Oeste e em Lisboa, dez anos a apostar na música portuguesa e a colocar sempre a cultura ao serviço da comunidade.

Organização: Câmara Municipal de Torres Vedras e Temporada Darcos
Parceiro: CCB
Apoio à Divulgação: Antena 2
Apoio Institucional: Embaixada de Espanha em Portugal
Estrutura Financiada por: República Portuguesa; Direção Geral das Artes
Hotel Oficial: Ô Hotels & Resorts Golf Mar
Patrocinador: Xpressyou
Apoio: Oeste Portugal